E-book intermediador

Como conseguir boas parcerias para e-commerce?

Como conseguir boas parcerias para e-commerce?

Bons parceiros são capazes de levar um negócio para o próximo nível, tanto em relação a faturamento como em questão de posicionamento e branding. Além de contribuir com valor agregado para loja, as relações colaborativas podem trazer novas oportunidades de mercado, aumentando o lucro de forma significativa.

Sabendo disso, preparamos este artigo com o propósito de compartilhar as melhores informações sobre como conseguir boas parcerias para e-commerce. Ao final deste post, você terá diversos caminhos para buscar parceiros e fechar relações comerciais que tragam benefícios para os dois lados. É o famoso ganha-ganha, no qual ambos os participantes contribuem e colhem frutos.

Quer aprender como construir esse tipo de parceria saudável e rendável na sua loja virtual? Veja nossas dicas a seguir!

Intermediador de pagamento para parceria remunerada

A utilização de uma intermediação de pagamento é um bom exemplo de parceria estratégica e tecnológica em que o consumidor, o intermediador e o e-commerce saem ganhando.

Quando a loja virtual precisa processar seus próprios pagamentos, é normal que ocorram problemas. Afinal, a especialidade do e-commerce é vender seus produtos, e não verificar as transações. Esses imprevistos causam prejuízos tanto diretos como indiretos para o negócio, trazendo perdas no caixa e afetando a imagem da marca junto aos clientes.

Por outro lado, ao utilizar um intermediador de pagamentos, o e-commerce pode ficar despreocupado em relação à conclusão das transações. Isso sem falar que a segurança também é garantida tanto para a loja como para o consumidor. Para viabilizar tudo isso, o intermediador pode ficar com um pequeno percentual de cada venda realizada, por exemplo.

Parcerias com outras marcas para criação de um marketplace

Marketplaces são mercados virtuais. Neles, diversas marcas se reúnem para vender seus produtos em um só lugar. A vantagem é a mesma que ocorre em um shopping center no mundo offline: por contar com inúmeras lojas e marcas, mais consumidores vão até lá.

Outro ponto importante é que quando uma pessoa acessa uma plataforma de marketplace, ela já está propensa a comprar. Com isso, tanto o seu e-commerce quanto as marcas parceiras saem ganhando.

Para tornar essa cooperação possível, você pode entrar em contato com outras marcas de segmentos próximos, desde que não sejam concorrentes diretos. Essa colaboração pode render excelentes frutos e garantir a satisfação de muitos clientes.

Fornecedores estrangeiros que procurem uma entrada no mercado

Imagine que você tem um negócio e deseja entrar em um mercado fora do Brasil. Por onde começar? Em que lugar vender? Como conseguir chegar até os consumidores logo de início? Nem sempre é fácil responder a essas perguntas.

Para as marcas que vêm de fora e desejam penetrar no mercado brasileiro, o desafio é o mesmo. Não é à toa que muitos desses fornecedores estrangeiros procuram e-commerces nacionais para divulgar seus produtos. Pelo fato de estarem começando, as marcas de fora podem estar dispostas e negociar preços e condições de pagamento muito mais favoráveis.

Já pensou se você for o primeiro parceiro desse fornecedor? Nesse caso, o seu poder de barganha é ainda maior. Veja as vantagens:

  • a marca estrangeira pode ter sua primeira oportunidade no Brasil;
  • você pode aumentar sua margem de lucro;
  • seus clientes podem ficar satisfeitos por comprar novos produtos de qualidade.

Trabalho com influenciadores digitais

Com o boom das redes sociais nos últimos anos, várias pessoas se tornaram produtoras de conteúdo. Hoje, o que não faltam são influenciadores digitais nas mais diversas mídias: Instagram, YouTube, Facebook, Snapchat etc.

Esses profissionais podem até não ser grandes celebridades para a mídia em geral, porém, eles são extremamente conhecidos e adorados entre públicos específicos. Ou seja, independentemente do número de seguidores, essas pessoas têm influência sobre um determinado grupo de indivíduos (que pode ser exatamente a persona do seu negócio).

Ao trabalhar com influenciadores digitais, a sua loja pode ficar conhecida entre esse público. E o melhor: se o influenciador recomendar seus produtos, as pessoas confiarão na sua marca, pois elas já acreditam naquela personalidade.

Um caminho bastante adotado por e-commerces para estabelecer esse tipo de parceria é enviar produtos como presente para os influenciadores. Porém, vale lembrar que as celebridades virtuais recebem inúmeros mimos todos os dias. Portanto, apresente um projeto mais elaborado, no qual todos os interessados vão sair ganhando.

Lojas que tenham produtos complementares aos seus

Sabe aquela velha história de “quem comprou este item também gostou de…”? Como você deve saber, a chamada venda cruzada é uma estratégia largamente utilizada pelos maiores e-commerces do mundo, como a Amazon.

Para as grandes lojas virtuais — que apresentam estoques gigantescos com uma enorme variedade de produtos —, esse tipo de abordagem faz todo sentido. Afinal, uma pessoa que compra calçados provavelmente também está disposta a comprar meias, quem compra acessórios de moda pode querer comprar itens de maquiagem e assim por diante.

Porém, a realidade da maior parte dos e-commerces é outra. Principalmente no início, as lojas virtuais podem ter dificuldade para oferecer uma enorme gama de produtos e acessórios. Por esse motivo, muitas vendas cruzadas são perdidas.

Contudo, a questão é que você não precisa ser o vendedor dos itens relacionados para lucrar com eles, basta fechar parcerias com essas outras lojas que oferecem produtos complementares.

Esse tipo de parceria, o marketing de afiliados, costuma remunerar quem indicou a venda com uma comissão a ser combinada entre os parceiros. Basta rastrear as indicações com um link e vocês automaticamente saberão quando a venda veio a partir de indicação.

A estratégia pode ser usada nos dois sentidos. A sua loja pode indicar produtos de outros e-commerces (e receber comissões pelas vendas). E, da mesma maneira, outras lojas podem indicar suas mercadorias e fechar vendas que não aconteceriam se não fosse pela indicação delas.

Como foi possível perceber ao longo deste artigo, não faltam oportunidades para construir boas parcerias. A colaboração pode acontecer entre duas lojas virtuais, com fornecedores, influenciadores digitais ou intermediadores de pagamento.

O mais importante é sempre buscar relações saudáveis em que todos os envolvidos possam se beneficiar, incluindo os seus clientes. Desde que essa premissa seja seguida, não há limites para as parcerias que você pode estabelecer. Use a criatividade e aproveite essa estratégia de crescimento para impulsionar a sua loja virtual.

E então, gostou das dicas sobre parcerias para e-commerce? Quais estratégias já utilizou para atrair parceiros para o seu negócio? Compartilhe conosco deixando um comentário abaixo!

Sobre o autor
Thadeu Arias
Thadeu Arias Growth Hacker | SEO and Marketing Strategy | Especialista em E-commerce, sua passagem por agências de publicidade, trouxeram bagagem em performance e conversão para e-commerce. Apaixonado por estudo, e aficionado por testes e análise de resultados. Acredita no data driven como acelerador de crescimento.
100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo