E-book intermediador

Passo a passo: aprenda como definir o mix de produtos do e-commerce

O mix de produtos precisa estar alinhado com a estratégia da empresa para trazer os resultados desejados. Confira nosso texto e entenda como!

Passo a passo: aprenda como definir o mix de produtos do e-commerce

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Com a concorrência cada vez mais acirrada e as reduções das margens de vendas, a definição de preço dos produtos tem se revelado uma tarefa bem complexa. Nesse contexto, as estratégias de competição baseadas na diversificação de produtos e serviços, e não apenas na redução de preços, têm se tornado uma ótima opção. E assim, chegamos ao personagem central: o mix de produtos.

A definição do mix de produtos é muito importante para a manutenção da rentabilidade da empresa. Por isso, precisamos perguntar: quais aspectos são importantes considerar e como definir o mix? Acompanhe o texto e descubra as respostas!

Conheça alguns aspectos importantes do mix de produtos

Mix de produtos é um conceito de marketing utilizado para definir o conjunto de serviços e produtos ofertados por uma empresa. Além do próprio segmento de atuação, existem alguns fatores importantes que influenciam sua definição:

  • sazonalidade;
  • tamanho da empresa;
  • restrições do processo produtivo;
  • necessidade do mercado.

Os gestores antenados nas tendências de mercado provavelmente sabem que é importante ter um mix de produtos conciso e bem elaborado, mas as vantagens nem sempre são colocadas de forma clara.

Resumidamente, uma definição correta pode atingir três objetivos centrais: atrair novos consumidores, evitar a guerra de preços e viabilizar o alcance de margens. E se você é gestor financeiro, por exemplo, sabe que essa é uma combinação perfeita para manter o negócio prosperando e obter os recursos para expandir.

Saiba como definir o mix de produtos

Preparado para definir o mix de produtos que o levará para o próximo nível competitivo? Então, confira algumas dicas!

Conheça bem o seu negócio

Essa dica pode parecer um pouco óbvia, mas a sua execução não é tão simples como parece. Quando falamos de conhecer bem o negócio, estamos nos referindo aos mínimos detalhes da sua organização. E, para isso, os gestores de todos os setores precisam trabalhar em sinergia.

Para começar, veja, juntamente ao setor financeiro, as margens de contribuição de cada produto — ou seja, quais deles estão de fato gerando lucro. Em seguida, entenda as estratégias de venda com o setor de marketing. Não se esqueça também de conversar com os funcionários para conhecer melhor a produção de cada mercadoria.

Por fim, combine todas as informações com a estratégia da empresa. Afinal, o mix de produtos deve ser compatível com os objetivos da companhia.

Defina o público-alvo

Falando de uma forma bem direta, você precisa produzir o que as pessoas querem comprar. Com isso, surge uma pergunta básica: quem são os seus clientes?

O planejamento do mix de produtos também consiste em definir o público-alvo da sua empresa. Por isso, converse com seus consumidores e faça pesquisas de mercado para entender as tendências e os novos hábitos de consumo.

Essa pesquisa deve ser aprofundada. Sua equipe deve ser capaz de identificar características dos compradores como: sexo, localização, grau de instrução, poder aquisitivo, entre outras. Em posse das informações, será muito mais fácil decidir os melhores produtos e serviços para atingir essas pessoas.

Analise o histórico de vendas

Analisar o histórico de vendas é o próximo passo para definir o conjunto de itens a serem vendidos. Esses dados ajudarão você a entender alguns dos aspectos que citamos no começo do texto e que interferem no mix de produtos, como a sazonalidade e a necessidade do mercado.

O histórico de vendas também pode trazer informações importantes sobre o ciclo de vida dos produtos, pois cada um passa por fases, como: introdução no mercado, crescimento, maturidade e declínio.

O tempo de cada fase pode variar de um produto para outro. Porém, é importante monitorar os dados de venda para decidir quando introduzir um novo item ou retirar uma mercadoria que já não vende mais.

Observe a concorrência

A recomendação aqui é bem simples: observe de perto os seus concorrentes. Monitore quais estratégias de vendas eles estão utilizando e quais produtos são suas apostas.

Essa ação possibilitará que você defina um mix de produtos compatível com o mercado e que seja competitivo perante a concorrência. Além disso, com um monitoramento constante, você pode aumentar a eficácia e a velocidade na tomada de decisões acerca dos seus produtos.

Potencialize o mix de produtos

Finalmente, uma vez definido o mix de produtos, a empresa precisa estar em constante avaliação para aperfeiçoar a estratégia definida.

O primeiro passo é monitorar os resultados periodicamente para verificar a eficácia das suas ações. Em seguida, tente incorporar essas ações nos seus processos internos e até mesmo nos sistemas. Assim, você sempre terá os dados e as ferramentas adequadas para aperfeiçoar o mix do seu negócio.

Como vimos, o mix de produtos é importante não só para diversificar os itens ofertados pela sua empresa, como para destacar o seu negócio à frente da concorrência. Portanto, invista algum tempo para conhecer melhor esse conceito e implemente-o em seu empreendimento!

Agora, o que acha de continuar conosco e aprofundar seus conhecimentos? Então, aproveite para saber quais são as regras para a devolução de produtos, caso os seus consumidores se arrependam da compra!

E-boock
Sobre o autor
Thadeu Arias
Thadeu Arias Growth Hacker | SEO and Marketing Strategy | Especialista em E-commerce, sua passagem por agências de publicidade, trouxeram bagagem em performance e conversão para e-commerce. Apaixonado por estudo, e aficionado por testes e análise de resultados. Acredita no data driven como acelerador de crescimento.
100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo