Como fazer uma boa gestão de loja virtual?

A gestão de loja virtual é uma ação imprescindível para sobreviver às investidas do mercado digital e manter o negócio sempre funcionando.

Como fazer uma boa gestão de loja virtual?

Sabe o que distingue um e-commerce dos demais? A gestão de loja virtual. Ao contrário do que muitos empreendedores podem achar, gerir um varejo online exige bastante tempo e preparo — o que inclui um bom nível de conhecimento para administrar as atividades operacionais e as vendas.

A administração de um negócio dessa natureza vai além de coletar dados relevantes sobre clientes para fazê-los comprar. Afinal, tudo precisa funcionar de forma adequada — sem empecilhos e gargalos — antes, durante e após o processo de comercialização na web.

Pensando nisso, reunimos, neste texto, as melhores dicas sobre gestão de loja virtual. Acompanhe!

Controle suas finanças

Os assuntos financeiros e contábeis devem andar de mãos dadas no seu e-commerce. Nesse sentido, o desafio fica por conta da burocracia do sistema tributário brasileiro, um dos mais complexos do mundo. Fazer esse tipo de gerenciamento fará com que você não passe por dificuldades, resultando em maior faturamento em médio e longo prazo.

O segredo para evitar sobrecarga e agilizar esse processo é que todos os setores envolvidos (financeiro, estoque, logística) ficam responsáveis por, pelo menos, uma etapa. Isso faz com que qualquer equívoco nos gastos ou na emissão de notas fiscais não prejudique o rendimento da loja.

Planeje toda a logística

Com uma exigência por operações ágeis e eficazes por parte da clientela, garantir uma logística competente é mais do que necessário.

Portanto, é preciso que o seu time esteja apto para cumprir prazos e superar as expectativas do público. Vale lembrar que é importante evitar promessas descabidas de entrega, para não deixar o comprador descontente por não conseguir cumpri-las.

Analise alternativas (profissionais e tecnológicas) que possam simplificar essa atividade, tanto no que se refere à agilidade do serviço, quanto para diminuir custos operacionais.

Gerencie o marketing e as vendas

Aliar uma apresentação de qualidade a um plano de vendas convincente é a chave para captar e reter consumidores. É justamente no planejamento que você deverá definir a mensagem principal da sua marca, assim como os mecanismos de marketing que serão usados, a linguagem e a imagem/posicionamento que seu e-commerce terá a partir de agora.

Uma sugestão interessante é apostar no marketing de conteúdo por meio de posts em blog. Nesse tipo de página, você postará textos e infográficos que serão do interesse de seus clientes. Por exemplo, se você vende celulares, pode falar sobre manutenção, aplicativos, novos modelos, funcionalidades de um determinado aparelho e, até mesmo, dar dicas de uso consciente.

Avalie as métricas do e-commerce

Para otimizar sua gestão de loja virtual, você terá de levantar alguns indicadores de desempenho (KPIs). Eles são dados-chave registrados e monitorados, que servem para fazer comparações no futuro.

No caso das finanças de um e-commerce, existem alguns parâmetros úteis, como:

  • abandono de carrinho;
  • margem de lucro;
  • taxa de conversão;
  • ticket médio;
  • custo por captação de cliente;
  • custo por canal de marketing.

Esses são somente alguns exemplos. É recomendável que você colete dados que sejam compatíveis com a realidade do seu negócio, além de determinar prazos para essa tarefa, como a elaboração de relatórios mensais, semestrais ou anuais.

Cuide do fluxo de caixa

Além dos custos diários gerados pela operação, é fundamental cuidar do fluxo de caixa do seu comércio eletrônico. Portanto, monitore as transações realizadas em um determinado período, acompanhando o saldo da loja online no banco, bem como as entradas e saídas. Ao lidar com o dinheiro diariamente, você consegue tomar decisões financeiras mais seguras e realistas.

Se você colocar essas dicas de gestão de loja virtual em prática no seu e-commerce, certamente conseguirá ótimos resultados — tanto operacionais, quanto mercadológicos (como o aumento de vendas e de clientes). Portanto, não perca mais tempo e comece já a investir em melhorias para elevar a competitividade da sua marca e deixá-la em evidência.

Ainda está com dúvidas ou quer acrescentar algo ao assunto discutido neste conteúdo? Então, utilize o campo de comentários abaixo para enviar suas perguntas e sugestões!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo