Logo da Universidade Yapay com a coruja como símbolo Conheça a Universidade Yapay!

Entenda o novo modelo de crescimento do e-commerce

Compreender o funcionamento dessas mudanças e como elas podem ser implementadas no comércio online a favor do crescimento é importante.

Entenda o novo modelo de crescimento do e-commerce

O crescimento das compras online é inegável. Com a polarização dos smartphones e as facilidades disponíveis em comprar um produto online, muitos aderiram ao modelo, principalmente, pela comodidade e rapidez. Do outro lado, observamos que muitos gestores de lojas virtuais notam as mudanças constantes que o setor vem apresentando e buscam maneiras de acompanhá-las.

O cenário econômico sofreu transformações e, os hábitos de consumo dos compradores também, o que gera um impacto direto no e-commerce. Neste contexto, o mercado já aponta um novo modelo de crescimento para esse nicho, sendo que, cabe aos lojistas virtuais se adaptarem às novas necessidades e entenderem como ser bem-sucedido mesmo em meio às mudanças.

Então, compreender o funcionamento dessas mudanças e como elas podem ser implementadas no comércio online a favor do crescimento é importante.

Se você quer entender como o novo modelo de crescimento do e-commerce, continue acompanhando o post!

Qual o panorama do comércio eletrônico no mundo?

O comércio eletrônico mundial tem crescido exponencialmente, principalmente pelas atualizações frequentes que simplificam o momento de compra e a tornam mais segura para o usuário. Ou seja, notamos que os consumidores estão mais motivados a buscar produtos na internet devido aos recursos disponíveis.

Segundo a National Retail Federation, 63% do público que compra pela internet afirmou que as atualizações nas tecnologias de varejo melhoraram a experiência de compra. Assim, está cada vez mais fácil encontrar um produto e comprá-lo, o que impulsiona o crescimento desse tipo de comércio em todo mundo.

O uso de Big Data também cresce, o que vem permitindo criar ofertas direcionadas e proporciona resultados satisfatórios aos varejistas.

Contudo, o consumidor é cada vez mais exigente quanto à experiência que ele busca ao comprar em lojas virtuais.

Da mesma forma, os compradores digitais precisam selecionar entre as diversas opções de comércio eletrônico. Por isso, há alguns parâmetros que são essenciais na hora de escolher em qual site realizará a compra.

Quais são as mudanças do mercado?

O mercado muda constantemente, assim como, os hábitos de compra dos consumidores. A tecnologia tem um papel essencial em disseminar as compras online no mundo. O uso dos celulares para acessar lojas, pesquisar preços e finalizar pedidos já é uma opção de grande parte dos consumidores. Contudo, são diversos agentes que impactam as vendas dos e-commerces, como as relações internacionais e as regulamentações impostas para o funcionamento desse tipo de negócio.

Entretanto, observamos que muitos obstáculos para garantir a confiabilidade do consumidor em comprar online já foram superados. Quando falamos em segurança online, muitos e-commerces já contam com ferramentas que minimizam os riscos tanto para os gestores virtuais quanto aos clientes, como os intermediadores de pagamento.

Dessa maneira, é mais fácil manter a confiança no ambiente online, pois o consumidor está com cada vez menos receio de apostar em compras online, já que ficam seguros em inserir dados bancários.

Também podemos citar a Lei Geral de Proteção de Dados que foi criada para aumentar a segurança e controle do usuário em relação aos seus dados pessoais. Com isso, o e-commerce poderá solicitar as informações para melhorar a experiência de navegação, desde que isso não seja coletado em excesso ou por mais tempo do que necessário.

Outra mudança no setor de e-commerce é a preferência dos consumidores em receber ofertas e novos produtos via e-mail. O Brasil é o país em que os clientes têm o percentual nesse tema, sendo que, 72% dos compradores optam por esse tipo de recebimento das informações.

Assim, fica claro que os e-commerces têm constantemente mudanças que precisam ser acompanhadas por varejistas, caso alguma medida tenha que ser implementada ou até mesmo para manter um bom relacionamento com o público, visto que a tecnologia e os hábitos de consumo da população em geral impactam as vendas online o futuro do e-commerce.

Como as mudanças do mercado impactaram o e-commerce?

As mudanças no cenário econômico e tecnológico tem um impacto direto no futuro do e-commerce e também influencia o modo como as pessoas compram, suas prioridades de consumo e por aí vai. Assim, cabe aos lojistas se adaptarem às novas ferramentas e hábitos do consumidor, caso contrário, o comprador optará por uma loja online que atenda às suas necessidades específicas.

Com a transformação digital, a busca por e-commerces aumentou consideravelmente, sendo que, o uso de dispositivos móveis é um dos principais meios utilizados para realizar compras online.

Separamos alguns impactos no comércio eletrônico a partir das últimas mudanças do mercado e como os lojistas estão se adaptando a tal contexto. Conheça!

Pesquisas por voz

Os formatos de pesquisa estão mudando e muitos usuários já preferem pesquisas por voz em vez de escrever o que procuram. Essa ferramenta é atrativa para o público por causa da rapidez e praticidade em buscar alguma informação a internet.

Com o uso de assistentes virtuais essa tecnologia tornou-se ainda mais fácil para que os usuários buscassem tudo o que precisarem na internet. Logo, as lojas virtuais precisam considerar esse aspecto, pois muitos compram por meio de pesquisa por voz.

Então, é importante encontrar estratégias eficientes para que sua loja seja encontrada quando o usuário utilizar a pesquisa por voz.

Sites responsivos

Acessar uma loja virtual que seja intuitiva e que conte com uma boa navegabilidade pelo celular transforma a experiência do usuário, sendo uma das maiores preocupações daqueles que têm e-commerce e desejam potencializar seu crescimento.

Como visto, o acesso mobile tem crescido nos últimos anos devido à facilidade de encontrar o que precisa usando um smartphone em qualquer lugar. Dessa forma, as lojas virtuais estão investindo em uma estrutura responsiva, que seja adaptável aos dispositivos móveis e possam oferecer uma boa navegação ao usuário.

O ideal é desenvolver uma página que contém adaptações para os diversos perfis de clientes, pensando também no comportamento deles e o que consideram relevante ao comprar em uma loja online.

É válido lembrar que existem vários tamanhos de telas e, por isso, criar funcionalidades específicas ajuda a oferecer uma experiência melhor.

Alguns gestores virtuais apostam em técnicas de UX para entender o comportamento do usuário desde o momento de acesso até a finalização da compra. Seja com a ajuda de um profissional da área ou não, é necessário ficar atento a detalhes que tornam seu site mais responsivo, como um layout de teclado otimizado.

Novas tendências de marketing

O surgimento de novas tendências de marketing está diretamente relacionado com as transformações que ocorrem nos hábitos de consumo das pessoas. Se o consumidor muda, as empresas também precisam mudar suas estratégias para atrair clientes. Com tanta tecnologia presente no dia a dia, o público tem novas prioridades e os e-commerces precisam oferecer mais do que um site simples.

Assim, o mercado conta com algumas tendências do marketing que têm sido usadas por empresas para se comunicar com os usuários, como marketing de conteúdo, marketing de performance entre outros.

Outro exemplo é o growth hacking, que consiste em identificar oportunidades para acelerar o crescimento e expansão de e-commerce. Funcionam como “gatilhos” que quando utilizados corretamente nas estratégias impulsionam as vendas e, consequentemente, os bons resultados.

Digital commerce

Talvez, você esteja se perguntando o que é digital commerce e como esse conceito impacta as compras online. Na verdade, é uma nova forma de se relacionar com os usuários que compram online, isto é, a necessidade do mercado quando falamos em lojas virtuais mudou devido às transformações do que o público espera.

Não basta ter um site para a loja virtual e adicionar produtos para oferecer uma boa experiência aos usuários. Mais do que isso, o digital commerce é direcionado em promover o melhor resultado possível e, assim, se adaptar às expectativas dos consumidores.

Abordamos aqui que os dispositivos móveis são frequentemente usados pelas pessoas para comprar online, então, garantir uma boa usabilidade da página é imprescindível se você quer aumentar o alcance.

Além disso, há outros fatores importantes que necessitam ser vistos como prioritários por gestores, como relacionamento próximo com o cliente e atendimento omnichannel.

Com engajamento e foco em oferecer um site otimizado e completo aos seus clientes, a loja virtual consegue alcançar o crescimento e ter um retorno mais positivo.

Como os hábitos dos consumidores mudaram?

A maneira como as pessoas compram têm mudado cada vez mais. Com tantas tecnologias disponíveis, a maior adesão à compras online e a preocupação em adquirir um produto de qualidade, os consumidores selecionam quais marcas se conectarão e que experiências durante a compra eles valorizam. Confira quais são algumas das tendências de consumo mais presentes e como eles impactam o comércio eletrônico.

Busca pela experiência

Vender um produto já não é mais o suficiente para fidelizar um cliente, pois isso é o que a maioria das lojas virtuais disponibiliza. Então, as marcas que pensam além do item físico e promovem a melhor experiência aos usuários contam com maior potencial de crescimento.

Quando o comprador busca por um produto, ele deseja ter um impacto positivo após a aquisição do item, isto é, espera que agregue valor em sua vida. Logo, é necessário identificar quais são as percepções do cliente e colocar em prática as estratégias diferenciadas, desde o primeiro contato com o usuário até o pós-venda e, por fim, a fidelização.

O atendimento, por exemplo, é um dos aspectos que fazem parte da experiência do consumidor, assim como, as facilidades disponíveis no site, como frete grátis, cupom de descontos e assim por diante.

Conhecer qual é o perfil dos usuários e o que eles valorizam ao optar por uma loja online é o primeiro passo para garantir uma boa experiência. Coletar feedbacks, opiniões e outros dados podem auxiliar a traçar estratégias de marketing ou, ainda, implementar ações que sejam eficientes e positivas para a satisfação do público.

Preferência por produtos personalizados

O mercado de produtos personalizados também cresceu e já é um nicho que atrai muitos usuários interessados em adquirir um item exclusivo e feito de acordo com suas preferências. Ainda que o preço seja mais alto do que outros produzidos em massa, o consumidor valoriza a qualidade daquela compra e o quanto ela representa, pois se trata de um produto customizado.

Dessa maneira, a marca cria um elo com o público e tem mais chances de estimular um relacionamento de confiança, com clientes que desejam ter uma experiência diferente dos demais ao comprar determinado item.

Compra de itens sustentáveis

A conscientização em relação ao que consumimos e a maneira que consumimos tem sido uma tendência nos últimos anos. Preocupados com temáticas associadas à sustentabilidade, os compradores optam por marcas que sejam referência no assunto e que se posicionem ecologicamente, com processos produtivos mais alinhados ao menor impacto possível no meio ambiente.

O mercado já conta com diversas lojas virtuais e empresas que atuam neste segmento, desde a oferta de alimentos veganos até produtos de uso pessoal produzidos com materiais orgânicos.

Acesso mobile

Outro ponto é o aumento significativo do acesso mobile em sites de compras online. Os usuários já usam o celular para diversas atividades do dia a dia, como fazer pagamentos e responder e-mails. No entanto, com a facilidade de acesso, esse recurso também se transformou em um item para fazer pesquisas de produtos e fechar compras online.

Independentemente do lugar em que a pessoa está é possível ter o smartphone e pesquisar recomendações de marcas, ofertas e até rastrear pedidos. Assim, os e-commerces também precisam se adaptar a essa mudança no comportamento de consumo para desenvolver sites otimizados e responsivos, compatíveis com todos os tipos de dispositivos.

Como se adaptar ao novo modelo de crescimento?

Diante das mudanças que o mercado está passando, é crucial que os e-commerces também busquem se adaptar aos novos métodos usados e implemente estratégias focadas em um crescimento em constante expansão, isto é, moldar as ações de acordo com as informações coletadas do público.

Mais do que impor metas e objetivos a partir dos gestores, é fundamental criar excelentes experiências aos consumidores e estar constantemente atento ao que eles dizem sobre seus produtos e serviços de atendimento.

Com base neste novo cenário do mercado, você conhecerá como é possível se adaptar e construir um relacionamento positivo com os clientes, contribuindo para a maturidade de seu e-commerce. Confira!

Colete dados da experiência do cliente

Como visto, a experiência do usuário em todas as etapas de compra é um fator decisivo para o sucesso da loja virtual. Se você não coletar informações e opiniões sobre o comportamento dos clientes e o que eles pensam do seu e-commerce, dificilmente conseguirá detectar quais são os ajustes necessários para atingir às expectativas do público de maneira mais efetiva.

Afinal, que dados podem ser coletados para melhorar a performance do comércio eletrônico? Existem várias ferramentas e estratégias que podem ajudá-lo a fazer isso. Utilize recursos, como o Big Data, para alinhar qual o perfil do seu cliente e quais são os seus hábitos de consumo.

Como abordamos no início do post, a maneira como os consumidores compram mudou e é essencial entender quais são as prioridades de cada perfil bem como que facilitadores ele pretende encontrar em sua loja virtual.

Outra sugestão é solicitar que os próprios usuários forneçam informações ao avaliarem os produtos após a compra, pois isso ajudará a entender quem é a base que procura por sua loja virtual. Com a solicitação, você pode descobrir o local, tipo de corpo, idade e por aí vai.

Além de ser uma excelente fonte de informação para você conhecer o público, também é relevante para que outros usuários se identifiquem com compradores anteriores, caso tenham alguma dúvida ou problema durante a compra.

Preze pela navegabilidade

Há uma grande quantidade de e-commerces disponíveis na internet, sendo que, observamos a replicação de produtos que tenham a mesma funcionalidade, ou seja, são várias lojas que atuam no mesmo nicho e oferecem os mesmos itens.

Pensando neste contexto, qual será o fator que diferenciará sua loja virtual de outras na internet? Um dos aspectos certamente é a navegabilidade do site. Os consumidores optam por compras online, em grande parte, pela rapidez e praticidade deste modelo.

Dessa forma, eles desejam encontrar rapidamente o que procuram e a tendência é que o pedido seja fechado naqueles e-commerces mais intuitivos e organizados, otimizando o tempo de busca.

Isso é comprovado por meio de uma pesquisa realizada pela IBM e National Retail Federation, em que 49% dos usuários relataram que o principal motivo para fechar uma compra foi a facilidade em encontrar o item que precisavam na loja online.

Abra novos canais de comunicação

Engana-se quem acredita que o consumidor analisa somente a experiência online. Com a possibilidade de mesclar o físico e virtual, cada vez mais, os usuários buscam se conectar com marcas que estejam presentes nos dois espaços.

Além disso, ter mais de um canal de comunicação gera melhores oportunidades de negócio e crescimento. O omnichannel já é uma demanda relevante para os varejistas e, por isso, as lojas virtuais que oferecem esse tipo de atendimento saem ganhando.

E-commerces que utilizam outros canais para manter contato com o público e usam de forma eficiente todos esses recursos conquistas uma presença digital mais forte e, ainda, proporcionam uma experiência completa aos usuários, se adaptando às necessidades dos compradores.

Otimize a logística

A entrega é um dos pontos principais durante a escolha dos consumidores. Em uma época com cada vez mais rapidez e facilidade, quanto mais rápido o produto estiver na casa do comprador, melhor. Por outro lado, lojas virtuais que não contam com uma logística ágil ao entregar os itens, têm mais chances de perder a preferência para concorrentes que ofereçam uma melhor opção nesse sentido.

Já estão disponíveis recursos que podem ser uma excelente alternativa tanto para os custos relacionados com frete quanto o tempo de entrega. É importante pensar em quais medidas são as mais vantajosas para o seu negócio e como elas podem ter um resultado satisfatório a longo prazo.

Os pontos de retirada são uma possibilidade que reduz os processos burocráticos de entrega e diminuem o tempo necessário para o produto chegar até o cliente.

Ofereça benefícios

Existem benefícios que podem ser oferecidos ao usuário para que ele se sinta motivado a efetuar uma compra. Os descontos progressivos e os cupons são, em grande parte dos casos, atrativos para aqueles que esperam fazer um bom negócio e garantir o produto que desejam.

Em muitos casos, o cliente está disposto a oferecer alguma informação pessoal para ter acesso ao desconto liberado pela loja virtual. Assim como em pontos físicos de venda, preços mais acessíveis chamam a atenção do público e podem ser usados com o objetivo de impulsionar o aumento das vendas.

O frete grátis também é um aspecto que você deve ficar de olho, já que muitos consumidores finalizam a compra por causa deste diferencial ou preferem adicionar mais algum produto ao carrinho para alcançar a quantia necessária para não pagar o frete.

Oferecer bons benefícios colabora para um relacionamento mais próximo dos clientes e cria uma parceria entre ambas as partes. Logo, também aumenta a visibilidade da loja virtual no segmento, aumentando o número de usuários e, consequentemente, as taxas de venda.

O crescimento no e-commerce sofreu algumas mudanças nos últimos anos, pois a forma de comprar dos consumidores também alterou. Muito mais preocupados com os produtos que adquirem, os usuários já não consideram somente o valor, mas sim a experiência que a marca proporciona bem como os valores que ela propaga por meio de seus canais de comunicação.

Da mesma forma, os lojistas virtuais necessitam usar ferramentas que ajudam na adaptação ao novo modelo de crescimento, que não é mais linear. Portanto, os gestores precisam explorar estratégias e ações que forneçam uma excelente experiência aos compradores, o que provoca uma expansão constante do e-commerce.

Esperamos que você tenha aproveitado as informações que foram apresentadas aqui para potencializar o sucesso de seu negócio. Coloque em prática as sugestões citadas ao longo do post para ter melhores oportunidades de crescimento em seu comércio eletrônico.

O que achou do post? Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas atualizações de conteúdos direto em sua caixa de entrada!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo