E-book intermediador
Fintechs, entenda porque os grandes bancos estão ameaçados?

Fintechs, entenda porque os grandes bancos estão ameaçados?

Fintech tem sido um termo muito utilizado nos últimos anos, isso porque estas empresas estão revolucionando a prestação de serviços por meio da facilidade, flexibilidade e acessibilidade. E mais, ameaçando os grandes bancos. Vamos saber rapidamente o que são estas instituições.

Mas afinal, o que são fintechs?

Fintech tem origem a partir de duas palavras muito conhecidas no inglês, e no português, financial (Finanças) e Technology (Tecnologia). Ou seja trata-se da utilização da tecnologia dentro das finanças. Mas que na prática vai muito além deste significado.

Você com certeza já ouviu falar na NuBank, um dos maiores cases e exemplos de Fintech. Por meio de um aplicativo a empresa permite que seus usuários solicitem cartões de crédito, faça a gestão dos gastos, contato com operadores, pagamentos, entre outros serviços.

Aí podemos ver as ideias da facilidade, acessibilidade e flexibilidade, os usuários não precisam sair de casa, ou preocupar-se com a fatura no final do mês, pois caso precisem de alguma informação possuem tudo em um único aplicativo.

Quais serviços são oferecidos pelas Fintechs?

Existe um leque de serviços que podem ser oferecidos pelas Fintechs, tanto para pessoas físicas, quanto para pessoas jurídicas. O importante é trazer conveniência, comodidade e satisfação ao cliente.

Entre os serviços mais comuns estão o oferecimento de cartões de crédito, gestão e controle de gastos, financiamentos, meios de pagamentos, transferências entre outras operações, antes realizadas diretamente em agências bancárias.

O importante é que em todos os casos a experiência do cliente torna-se o foco, e habitualmente são realizadas avaliações dos serviços e dos produtos oferecidos, afinal estamos falando de tecnologia, não se pode ficar para trás, pois isso significa perder mercado.

E por falar em bancos, como ficam os grandes bancos?

Grandes Bancos viram-se ameaçados com o surgimento das fintechs, muitas delas fizeram com que correntistas abandonassem suas agências, em busca de serviços mais ágeis, práticos e menos burocráticos.

É importante ressaltar que a maioria dos serviços oferecidos pelas fintechs são online, o que anda em contramão aos bancos que possuem agências e muitos dos serviços demandam a presença do cliente.

E não podemos esquecer do público alvo, por estar online, a adesão do público jovem que possui entre 18 e 34 anos tende a ser maior, pois estão mais familiarizados com a tecnologia.

Mas, em contrapartida muitas dessas grandes instituições financeiras estão adequando-se para atender às novas exigências do mercado, lançando aplicativos com serviços antes somente oferecidos presencialmente em agências como, financiamentos, transferências, solicitação de cartões, agendamentos, pagamentos entre outros.

Os grandes bancos ainda vencem no leque de serviços oferecidos e também na segurança, afinal grandes operações às vezes necessitam da presença do cliente para assinaturas, autorizações, cadastros.

No final das contas, quem ganha é o consumidor pois ao mesmo tempo que possui  diversas ferramentas para utilizarem, contam com constantes melhorias que proporcionem benefícios e uma experiência única a eles.

Receba os melhores conteúdos sobre formas de pagamento online!
Sobre o autor
Marco Galvão
Marco Galvão Apaixonado por Marketing, formado em Administração, Pós-Graduando em Marketing e Gestão Estratégica de Negócios. Hoje também pesquisador e amante de assuntos relacionados a pagamentos online. Como Hobbies gosto de fotografar, ouvir música, viajar e cantar (mesmo sem saber) ! Bom tê-lo aqui comigo :)