Ganhar dinheiro online: 5 nichos e dicas para ter sucesso vendendo online

Ganhar dinheiro online: 5 nichos e dicas para ter sucesso vendendo online

Ganhar dinheiro online é o sonho de muita gente, ai vem a pergunta como fazer isso? Você pode vender online, já pensou nisso? E que tal ainda acertar no nicho de atuação? Parece um desafio, porém, quando planejado, um varejista pode colher os frutos de um dos canais de venda que mais crescem no Brasil.

Entre os anos de 2016 e 2017, o comércio eletrônico cresceu mais de 12%, segundo pesquisa realizada pela E-commerce News, especialista no assunto. A previsão é que 2018 feche com um crescimento ainda maior, podendo chegar a casa dos 15%.

Os resultados foram apresentados pela ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), que prevê ainda um faturamento de mais de 69 bilhões de Reais. Com isso, o tíquete médio deve subir para R$ 310 e o setor logístico deverá gerenciar mais de 220 milhões de pedidos ao longo do ano.

Em que área atuar no E-commerce?

O sucesso de uma loja virtual, sem dúvida parte do princípio da determinação do nicho de atuação, ou seja, em que segmento o varejista atuará. Claro, que para chegar a esta conclusão, é preciso de uma série de pesquisas, ou até mesmo de uma especialização na área focal.

A determinação do nicho será fundamental na etapa de planejamento, pois, impactará em pontos fundamentais como:

  • Layout da Loja Virtual
  • Canais de distribuição
  • Canais de aquisição
  • Estratégias de Promoção
  • Precificação
  • Entre outras;

Mas, o E-commerce tem uma grande vantagem. Devido ao grande número de empresas que atuam como parceiras, prestadoras de serviços, e afins, tem-se um grande número de pesquisas sobre os segmentos que mais dão retorno, e que estão mais em evidência.

Em quais nichos pode-se ganhar dinheiro online?

Vamos conferir os nichos que estão em alta e com maior tendência de crescimento no E-commerce Brasileiro:

Clubes de Assinatura

Não sendo necessariamente um segmento, mas uma forma de atuação no e-commerce, podemos começar com clubes de assinatura. Onde, nesta modalidade o varejista cria planos recorrentes para seus clientes de acordo com o período desejado por ele ou pelo consumidor.

Geralmente os clubes de assinaturas são bem nichados, garantindo assim um público fiel. E as vantagens não param por aí. Ao adotar-se um modelo recorrente, o lojista garante uma previsibilidade de suas vendas, consequentemente do seu fluxo de caixa.

Para maior clareza, vamos exemplificar com um clube de assinaturas de produtos de beleza. Neste caso, de modo simplificado, o cliente realizaria um pagamento recorrente, podendo optar por uma diversidade nas formas de pagamento da loja.

Então escolheria o plano pelo valor, periodicidade, linha, tipo de pele, ou outros fatores. E dentro desta periodicidade ele receberia em casa os produtos.

Hoje temos alguns segmentos visados por este modelo de negócio como:

  • Bebidas
  • Produtos Geek´s
  • Livros
  • Saúde e beleza
  • Brinquedos

A tendência de crescimento deste modelo de negócio no Brasil cresce exponencialmente no Brasil, como dito anteriormente, além de uma previsibilidade, ela garante um fluxo de caixa saudável, e principalmente uma fidelização do cliente.

Moda & Vestuário

As redes sociais estão aí, expondo cada vez mais a intimidade das pessoas, e os famosos blogueiros estão tomando conta delas. Um dos segmentos mais visados para as redes sociais e e-commerce é o de moda e vestuário.

Hoje, esta categoria é considerada uma das melhores áreas de atuação do mercado online. Segundo o site E-commerce de Sucesso em uma projeção para 2020, o nicho de roupas masculinas poderão alcançar a proporção de 14,2%.

Mas é preciso ter um diferencial para atuar neste segmento, afinal com tanto destaque, é consequentemente uma das mais concorridas. Logo, é preciso fazer diferente, encontrar os canais certos, entender muito bem sua persona, e claro chegar até ela de forma assertiva.

Pet´s

De acordo com o Instituto Pet Brasil, o comércio eletrônico de produtos PET, já movimenta cerca de 2 milhões de reais anualmente, só no Brasil. No último levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o segmento pet já é 11º em tíquete médio de vendas online no Brasil, com gastos médios de R$ 177,46.

A “humanização” do melhor amigo do homem transformou o mercado pet em um pote de ouro, além das gigantes lojas que surgiram, as pequenas também estão sempre disputadas.

Não diferente dos outros segmentos, este exige uma diferenciação na hora de lidar com os clientes, pois, quem compra são os donos, mas quem utiliza os produtos ou serviços são os animaizinhos.

Então, pensa bem, imagine vender uma coleira para um cachorro, mas quem escolhe é a dona do animal. Por mais que estejamos falando de um ser irracional, o grau de exigência do proprietário do animal é duas vezes maior, pois, ele quer o melhor para seu “amigo”.

Capriche no visual da loja, mostre aplicações dos produtos, benefícios, abuse das especificações do produto, ofereça vantagens, brindes. Lembre-se, não agrade apenas o comprador, mas principalmente o bichinho.

Vida saudável

Não é apenas no verão que os consumidores buscam uma vida saudável. Porém, estamos sim, falando de um segmento nichado que requer muito cuidado e estratégias muito bem definidas.

Cada dia mais, aumenta-se o volume de informações sobre a importância de levar uma vida saudável, e isso abre um leque de oportunidades e nichos para se atuar, como, por exemplo:

  • Alimentos saudáveis
  • Artigos esportivos
  • Vestuário específico
  • Matérias Primas
  • Produtos Veganos

Quando pensar neste segmento, é preciso “notificar” para se tornar autoridade no assunto. E ainda, ter uma boa estratégia de Content Brand para se tornar autoridade no assunto.

Uma das vantagens deste segmento online, é que não é difícil achar os clientes que queiram consumir os produtos, pelo contrário, são consumidores que buscam. O diferencial está na fidelização e retenção deles.

Para atuar no segmento de vida saudável, você deve investir em conteúdo, em imagens, cases, receitas, dicas. Além de ter uma loja virtual muito bem categorizada e organizada, pois, o consumidor deste produto na maioria das vezes sabe exatamente o que está procurando. E quanto mais rápido ele achar o produto, maiores chances de conversão.

Já para clientes que estão buscando informações, ou que desejam mudar seus hábitos alimentares, é preciso oferecer conteúdos, usar e abusar do marketing de conteúdo, atraindo, fazendo ele considerar, e por fim sentir a necessidade.

Voltando a fidelização, clientes com este perfil determinado, fidelizam-se com certa dificuldade, apesar de comprarem com frequência. E geralmente existem alguns aspectos que eles levam em consideração:

  • Usabilidade dos produtos
  • Prazo de entrega
  • Vencimento
  • Marca
  • influencers que utilizam os produtos
  • Receitas que utilizam produtos
  • Aspecto da embalagem
  • Tratamento e atendimento da loja

E vale mais uma dica, recorrência sem dúvida é uma dica de ouro para quem deseja atuar neste segmento, além de fidelizar o consumidor, ele sabe que receberá os produtos, que pra eles são de grande necessidade. E não precisam correr atrás.

Cursos online

É isso mesmo, está tudo online, que o setor de educação não ficou para trás, e é um dos que mais crescem no E-commerce, graças ao conforto que as pessoas enxergam em adquirir conhecimento, em qualquer local, e no momento que estão livres.

Além disso, não são necessárias aulas diárias, basta gravar um curso e jogá-lo “na rede”. Claro, que não é simples assim, em primeiro lugar você precisa dominar um determinado assunto, ser um especialista ou autoridade no assunto. E também, não menos importante, tratar de um assunto que desperte interesse nas pessoas.

São inúmeras as vantagens para essa categoria, primeiramente um curso pode ser gravado e utilizado por um tempo considerável, mas sempre atualizado quando necessário. Em segundo lugar, você estará usando seu Know-How, e ensinando também aprendemos.

Os cursos online também possibilitam a disseminação de outras formas de materiais como artigos, e-books, e muitas vezes podem ser a porta de entrada para prestação de serviços mais avançados como consultorias.

Para ter sucesso com cursos online, é preciso escolher uma plataforma de cursos. Existem diversas como Hotmart, Udemy e Eadbox. Com elas, além da transmissão e hospedagem dos cursos, você pode realizar a gerenciamento e também dos pagamentos feitos pelos alunos.

Não esqueça de emitir certificados, e se for o caso, facilite o compartilhamento nas redes sociais, principalmente o linkedin, caso o curso seja de capacitação em determinado assunto.

Lembre também, de reciclar seus cursos, produzir os vídeos com boa qualidade, disponibilizar um canal para dúvidas, e bônus, como descontos em outros cursos, materiais de apoio.

Agora, é mão na massa

Iniciar no E-commerce é simples, mas para alcançar o sucesso é preciso de um planejamento detalhado, escolha do nicho, definição de personas, escolha das plataformas, e as estratégias necessárias para chegar a quem você está destinando suas atividades.

Existem inúmeros segmentos onde é possível imergir, e todos requerem um bom benchmark, análise da concorrência, e sempre que houver concorrência, traçar estratégias que lhe diferencie.

Gostou deste artigo? Então, assine nossa newsletter e confira outros materiais incríveis que vão ajudá-lo a conhecer ainda mais o mundo do E-commerce.

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo