E-book intermediador

Machine learning: o que é e quais são as suas aplicações no e-commerce?

O machine learning é uma tecnologia poderosa para o comércio eletrônico atual. Com ela, as lojas conseguem otimizar uma gestão e gerar mais valor para os clientes.

Machine learning: o que é e quais são as suas aplicações no e-commerce?

A inteligência artificial (IA) é uma das tecnologias mais relevantes do momento, com aplicações em diversos campos profissionais. O objetivo dessa ferramenta é gerar mais conhecimento para os gestores e agilizar processos, auxiliando outros setores com inteligência e proatividade.

O machine learning é um termo importante quando falamos em tipos de IA, já que busca aprofundar o aprendizado de sistemas artificiais a fim de permitir oportunidades diversas para as empresas. Com suas aplicações, é possível gerar mais valor para os clientes, destacar-se no mercado concorrido e aumentar as vendas e o faturamento.

Neste post, vamos explicar melhor o que é o machine learning e como aplicá-lo no seu e-commerce. Acompanhe!

O que é machine learning?

O machine learning (ML) é um dos campos da inteligência artificial que estuda formas de tornar os computadores inteligentes, independentes e capazes de executar decisões importantes. É uma das maneiras de automação mais comuns e efetivas, pois, é flexível, adaptável e pode dispensar totalmente a necessidade de intervenção humana.

O ML é uma área muito focada no aprendizado das máquinas, ou seja, em abordagens para gerar autonomia para esses sistemas e instrui-los da mesma forma como os seres vivos são ensinados.

Por exemplo, um dos modos de treinar um computador nesse paradigma é a aprendizagem por reforço, que consiste em recompensar uma máquina se ela agir corretamente, e punir se ela não agir conforme o esperado. Isso é semelhante à forma como animais são adestrados.

No contexto de administração empresarial, os computadores são alimentados com uma base de dados muito grande e buscam estudar e analisar essas informações, a fim de extrair insights valiosos para a gestão. Eles automatizam essa tarefa de processar grandes bases — o que seria inviável para o ser humano — e geram respostas em uma velocidade maior.

Quais são as suas principais aplicações?

Previsibilidade de demanda

Uma das funções dos algoritmos de machine learning é estudar grandes bases de dados em busca de oportunidades de negócio. Assim, eles podem ser utilizados para prever demandas das pessoas por determinados produtos em uma loja, o que ajuda a preparar a gestão. Ciente do aumento da procura, a empresa pode trabalhar de modo a atender a essa demanda e conquistar maior audiência.

Precificação dinâmica e em tempo real

A precificação dinâmica é um aspecto interessante no comércio moderno e deve se tornar uma regra. Trata-se da flexibilidade no gerenciamento dos preços, adaptando esses valores aos clientes, períodos do dia e outros fatores, em busca de maximizar a lucratividade. Com a análise do mercado e de dados referentes a essa questão, os algoritmos de ML podem controlar essa função.

Proteção contra fraudes

O machine learning também é útil para proteger a empresa contra fraudes e riscos. Isso porque, com os sistemas inteligentes, é possível monitorar as operações e identificar quaisquer movimentações diferentes e incomuns, a fim de preparar a companhia para ameaças. Assim, dá para ser proativo e gerenciar melhor os riscos.

Identificação de tendências e padrões

Outra aplicação é a identificação de tendências no mercado e nos próprios dados da empresa. Os algoritmos de ML analisam as bases de informações, buscam por formas padronizadas e categorizam esses padrões para fornecê-los como insights para a gestão.

Isso é interessante, pois, ajuda a gerar mais conhecimento sobre o negócio, o nicho e os clientes, o que suporta decisões proativas e inteligentes, além de diminuir o risco de erro.

Como aplicá-lo ao e-commerce?

O machine learning é uma tecnologia avançada, que agrega uma série de vantagens para as companhias. Como já vimos, com sistemas artificiais auxiliando no dia a dia, é possível garantir melhor monitoramento, menos erros, mais agilidade para os processos, automação, segurança e melhor integração dos dados.

Para aplicá-lo, o ideal é começar com soluções mais simples, que realizam apenas algumas funções, e aumentar a complexidade com o tempo. É importante analisar e mensurar tudo, em busca de ajustes que ajudem a adaptar essa ferramenta às necessidades da empresa.

O machine learning pode ser usado no e-commerce para otimizar os índices de lucratividade, gerando mais valor para os clientes de maneira proativa e auxiliando a gestão da própria empresa em suas questões burocráticas. Tudo isso, com agilidade, integração e menos erros.

Gostou de aprender sobre o assunto? Então, deixe suas impressões nos comentários!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo