E-book intermediador
Magento ou WooCommerce: qual a melhor opção para mim?

Magento ou WooCommerce: qual a melhor opção para mim?

Grande parte do sucesso de uma loja virtual depende da usabilidade e funcionalidade do site. Quanto melhor for a experiência do usuário, mais chances você tem de conquistar a preferência do público. Para isso, é possível utilizar plataformas como Magento ou WooCommerce, que facilitam a criação de um e-commerce de excelência.

A grande dificuldade está justamente em decidir por uma única plataforma. As duas se destacam no mercado, oferecendo boas opções para os administradores de negócios online. Contudo, cada uma tem suas vantagens e desvantagens. Esses pontos podem ter maior ou menor peso dependendo das funções que você deseja utilizar, ou das necessidades da sua loja.

Para facilitar sua escolha, criamos este post comparativo com os pontos fortes e fracos de cada uma das alternativas. Confira a seguir as principais características das duas plataformas e entenda qual é a melhor opção para a sua demanda.

Magento

Lançado no ano de 2007, o Magento foi desenvolvido especialmente para a criação de e-commerces. Seu objetivo, desde o início, é ser a plataforma de lojas virtuais mais completa.

Público

Não existe uma alternativa melhor que a outra. Magento e WooCommerce apresentam públicos distintos e, por isso, podem satisfazer a tipos diferentes de usuários.

O Magento já nasceu visando ser uma plataforma robusta e completa, podendo ser usado para lojas virtuais de qualquer tamanho. Ele conta com uma API que permite aos programadores adaptarem a ferramenta para uma série de cenários, a partir do desenvolvimento de módulos. Somado a isso, também tem uma versão enterprise, focada em empresas de grande porte.

Por esses motivos, o público dessa plataforma costuma ser formado por marcas de peso, organizações que já planejam uma expansão ou ainda por e-commerces que têm programadores entre seus administradores.

Usabilidade e customização

No início, não é tão simples utilizar o Magento, já que a própria instalação conta com mais exigências, tornando-se um pouco mais complexa. De modo geral, essa é uma ferramenta que exige um bom entendimento técnico.

Não é preciso ser um especialista no assunto, mas para operar a plataforma é necessário ter pelo menos uma noção de programação — especialmente se você quiser aproveitar as melhores funcionalidades. Isso acontece porque ela é extremamente completa. Com isso, oferece possibilidades de customização praticamente infinitas.

Pagamentos

Essa plataforma oferece relatórios completos que podem ser integrados a outros sistemas, como softwares de gestão de estoque e contabilidade. Além disso, é possível customizar as opções de vouchers e descontos, permitindo trabalhar com uma série de ofertas diferentes para um mesmo produto.

Suporte

No Magento, a variedade de informações é enorme. Sempre que há uma dúvida, fica bastante fácil encontrar a solução ou obter ajuda. Há muitos usuários no mundo todo e, com isso, normalmente alguém já tem a resposta para a sua pergunta.

Principais pontos a favor

Reunindo as informações mencionadas até o momento, destacamos que as principais qualidades desse sistema são:

  • apresenta possibilidades praticamente ilimitadas de customização;
  • é utilizado por grandes empresas ao redor do mundo;
  • permite o uso de templates.

Principais pontos contra

Por outro lado, ele também apresenta algumas fraquezas. São elas:

  • necessita de um bom provedor de hospedagem, por ser uma plataforma mais pesada;
  • exige bons conhecimentos em programação;
  • é mais complexo de instalar e operar no dia a dia.

WooCommerce

O WooCommerce não se destina exclusivamente às lojas virtuais. Na verdade, ele é um plug-in para WordPress que também permite criar um e-commerce.

Público

Essa é uma ferramenta destinada a qualquer tipo de pessoa, inclusive aquelas que estão montando um site em WordPress pela primeira vez. Em diversos casos, um blog começa a expandir ao longo do tempo e os autores — que muitas vezes nem são blogueiros em tempo integral — decidem instalar um plug-in de e-commerce para monetizar o projeto.

Nessas situações, o WooCommerce costuma ser a opção mais utilizada. Apesar de contar com outros recursos, muitos profissionais recorrem a esse plug-in apenas para a sua loja virtual.

Usabilidade e customização

Esse sistema é bastante intuitivo: não exige muita habilidade para a instalação e utilização. Em poucos minutos já é possível inserir plug-ins ou temas no site e, com isso, começar a customizá-lo.

Pagamentos

O WooCommerce conta com mais de 120 extensões oficiais para o recebimento de valores. Como administrador, o que você precisa fazer é instalar a extensão gateway de pagamento que preferir.

Com essa ferramenta, é simples acompanhar os pedidos dos clientes e consultar relatórios detalhados. Isso permite, por exemplo, a visualização do status de cada compra, assim como a aplicação de descontos e os valores comercializados.

O sistema de análise apresenta uma grande variedade de relatórios, como vendas totais, por data, ticket médio, estatística de cada cliente, entre outros.

Suporte

O Woocommerce, sendo um plug-in do WordPress, conta com o suporte da comunidade da plataforma. Há inúmeras pessoas enfrentando os mesmos desafios na hora de criar seu e-commerce e, com isso, você pode tirar dúvidas nos fóruns do próprio WordPress, já que esse grupo é bastante ativo.

Outro ponto interessante é que quase todos os plug-ins ou temas que podem ser utilizados por donos de e-commerce contam com um time de desenvolvedores prontos para tirar dúvidas e ajudar a resolver problemas.

Principais pontos a favor

As principais vantagens desse sistema são:

  • não exige um sistema de hospedagem complexo;
  • a versão gratuita é suficiente para muitas lojas virtuais;
  • é fácil de ser utilizado.

Principais pontos contra

Em contrapartida, podemos mencionar as seguintes desvantagens:

  • por não ter foco 100% em e-commerce, tem limitações de funcionalidades e recursos;
  • a base de dados de plug-in pode se tornar insuficiente com o passar do tempo;
  • oferece menos possibilidades de customização.

Magento ou WooCommerce

Não existe uma plataforma melhor do que a outra, mas sim soluções adequadas para diferentes tipos de necessidades. O WooCommerce é o preferido de muitas lojas virtuais que estão começando, sendo indicado principalmente para quem apresenta limitações de orçamento. Também é indicado para os casos em que o e-commerce não conta com um programador em tempo integral capaz de customizar e operar a ferramenta.

Já o Magento está sempre em busca de ser a solução mais robusta e completa do mercado. É mais pesado e complexo — apesar de estar empenhado em facilitar a usabilidade —, mas também é mais flexível, oferecendo inúmeras possibilidades de customização. Costuma ser indicado para quem tem tempo e dinheiro para investir no lançamento de seu e-commerce, ou até mesmo para quem quer levar a loja virtual para o próximo nível.

E então, qual é a sua opinião sobre o assunto? Qual plataforma você escolheria: Magento ou WooCommerce? Deixe seu comentário abaixo!

Receba os melhores conteúdos sobre formas de pagamento online!
Sobre o autor
Marco Galvão
Marco Galvão Apaixonado por Marketing, formado em Administração, Pós-Graduando em Marketing e Gestão Estratégica de Negócios. Hoje também pesquisador e amante de assuntos relacionados a pagamentos online. Como Hobbies gosto de fotografar, ouvir música, viajar e cantar (mesmo sem saber) ! Bom tê-lo aqui comigo :)