Logo da Universidade Yapay com a coruja como símbolo Conheça a Universidade Yapay!

4 formas de oferecer opções de pagamento mobile no e-commerce

Formas de pagamento mobile são novas maneiras de pagar por produtos e serviços por meio de tecnologias inovadoras.

4 formas de oferecer opções de pagamento mobile no e-commerce

Em plena era da transformação digital, com o surgimento de diversas novas tecnologias, é preciso inovar para continuar vendendo. Oferecer opções de pagamentos mobile é fundamental para atender a um novo público que busca a facilidade da compra pela internet.

Na correria do dia a dia, alguns detalhes podem fazer uma grande diferença na hora de fechar ou não uma venda, e muitos consumidores tendem a deixar o carrinho ao chegar ao momento do pagamento e não encontrar uma forma que seja mais prática.

Ao mesmo tempo, o uso de dispositivos móveis vem aumentando entre a população, sendo que, hoje, muitas pessoas utilizam os smartphones para navegar na internet e realizar compras. O intuito deste post é mostrar para você a importância de oferecer opções de pagamentos mobile no e-commerce. Boa leitura!

A facilidade de pagamento

O comércio primitivo era realizado por meio de escambo, troca de produtos e serviços entre as pessoas, sendo que a primeira moeda de que se tem notícia no mundo foi criada cerca de 600 anos antes de Cristo pelo rei Alyattes, de Lydia, atual Turquia.

De lá para cá, muita coisa mudou e, com a tecnologia que temos à nossa disposição hoje, ainda podemos esperar muitas mudanças em nossa relação como sociedade com o dinheiro e com a maneira como fazemos comércio.

Em qualquer relação de compra e venda, a forma de pagamento é muito importante, pois, a depender das condições apresentadas, o comprador pode vir a desistir de adquirir o item pela falta de conveniência.

Esse é um dos principais desafios enfrentados por quem mantém um e-commerce. É comum que os usuários abandonem o site ao chegarem ao checkout e depararem-se com formas de pagamento que não são práticas para si.

Por exemplo, digamos que um usuário coloca alguns itens no carrinho e busca realizar o pagamento. Ao clicar no checkout, ele se depara apenas com a opção de boleto, sendo que o ideal para ele seria cartão de débito.

Nesse caso, ele teria de imprimir o boleto e dirigir-se até um caixa para o pagamento, ou seria possível, ainda, copiar a numeração para quitação online via aplicativo do banco. Esse esforço a mais pode não ser tolerado por muitos consumidores, que acharão mais prático buscar por outra loja que aceite cartão.

Com esse pequeno exemplo, podemos perceber a importância de investir nas opções de pagamento para seus consumidores e como isso impacta diretamente os resultados de um e-commerce.

A evolução do mobile banking

Os smartphones estão tomando cada vez mais espaço em nossas vidas, e o setor bancário já está de olho nessa tendência. De 2015 a 2016, as transações realizadas por dispositivos móveis tiveram um aumento de cerca de 96% segundo dados da Febraban.

Hoje, uma a cada três operações financeiras realizadas no país parte de um smartphone, seja uma consulta de saldo, seja uma transferência, seja um pagamento, demonstrando a importância que os dispositivos móveis estão alcançando.

O mobile banking já é maior que o Internet Banking, uma vez que smartphones são mais comuns entre a população que os computadores. Juntos, os canais digitais são responsáveis por cerca de 70% de todas as transações bancárias.

O que vimos nos últimos anos foi o lançamento de aplicativos por parte da maioria das instituições bancárias, sendo que prestar bons serviços mobile passou a ser um diferencial para alcançar clientes e fidelizá-los.

Em 2017, 1,6 milhão de contas foram abertas exclusivamente por meio de dispositivos móveis, sendo que, de lá para cá, esse número só aumenta, com o surgimento de novos bancos virtuais e Fintechs oferecendo serviços e canais digitais.

Hoje, a presença física do usuário dentro de uma agência bancária é quase que dispensável, a não ser por alguns determinados serviços que ainda não foram digitalizados. O restante pode ser totalmente gerido via apps.

As tendências em pagamentos mobile

Dentro dessa onda revolucionária na qual os smartphones estão no centro, estamos vivenciando o surgimento de uma série de novas opções e tendências em formas de pagamento, buscando ofertar o máximo de comodidade aos usuários e evitar a perda de vendas. Abaixo, você conferirá algumas delas!

1. Crediário web

O crediário já foi uma das principais formas de pagamento no Brasil e ainda é muito popular dentro de uma determinada faixa de consumidores. Falar sobre isso pode não parecer muito inovador a princípio, já que todos conhecem a maneira como o crediário funciona.

Contudo, ele pode ser uma ótima ferramenta para aumentar o fluxo de vendas quando utilizado de maneira correta, além de que, com as novas tecnologias, é possível reinventar o crediário com uma nova roupagem.

Além disso, o crediário web pode servir também como uma ferramenta de fidelização, sendo oferecido como forma de pagamento aos clientes mais fiéis e que utilizam sua loja com mais frequência, criando um senso de importância.

Contudo, mesmo que o crediário possa parecer muito interessante, é preciso levar em conta o investimento a ser realizado, como será o filtro para oferecer essa modalidade de pagamento e os riscos envolvidos, uma vez que é possível que haja perdas.

2. Mobile payment

Conforme os dispositivos móveis se tornam indispensáveis em nossas vidas, a utilização deles como meios de pagamento se mostra cada vez mais promissora, uma vez que já são mais de 230 milhões de smartphones apenas no Brasil.

Ou seja, hoje, no país, temos mais de um dispositivo móvel por habitante, demonstrando a importância de se investir em meios de pagamento que permitam aos usuários utilizá-los.

Hoje, os aplicativos bancários estão evoluindo cada vez mais, sendo possível realizar pagamentos apenas aproximando o dispositivo móvel da máquina de cartão, utilizando-se de uma tecnologia chamada NFC (Near Field Communication).

Além disso, os bancos também estão pensando nas transações online, criando formas de integração entre sites e suas plataformas de pagamento, gerando novas possibilidades aos lojistas.

3. Wearables

Os dispositivos vestíveis também são outra tendência interessante. Fazendo uso da mesma tecnologia descrita acima (NFC), já existem pulseiras que substituem cartões de crédito e débito e podem ser utilizadas como meios de pagamento.

Essa tecnologia está em plena evolução e ainda vamos ouvir falar muito dela nos próximos anos, com a incorporação também em sites web, utilizando algum tipo de dispositivo intermediário para ler os dados do wearable.

4. Gateway de pagamento

Por fim, uma das principais formas de ofertar opções de pagamento, hoje, é por meio de um gateway, uma API, um protocolo de comunicação que gerencia transações online. O funcionamento é muito semelhante a uma máquina de cartão online.

A ordem de pagamento é enviada, e o sistema realiza toda a comunicação com a operadora de cartão e garante que o dinheiro chegará até o remetente, independentemente do banco utilizado ou da bandeira do cartão.

É como um intermediador de pagamento e garante uma experiência única, sem a necessidade de sair do site para ser redirecionado para outra área a fim de efetuar a quitação da compra, o que gera uma desconfiança nos usuários. A utilização de um gateway de pagamentos se tornou algo quase que indispensável em qualquer site ou aplicativo.

Chegamos ao final deste post e esperamos que ele possa ter sido esclarecedor acerca do futuro dos pagamentos mobile e do que esperar das novas mudanças que estão por vir.

Não deixe de assinar a nossa newsletter e ficar por dentro de todas as novidades de nosso blog!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo