Precificação dinâmica no e-commerce: o que é e como fazer?

A precificação dinâmica é uma estratégia que possibilita o crescimento da empresa e aumenta simultaneamente a lucratividade. Neste texto, você entenderá como implementá-la!

Precificação dinâmica no e-commerce: o que é e como fazer?

Muitos empreendedores já ouviram que é preciso atentar-se à volatilidade do mercado para manter o sucesso. Afinal, a volatilidade é uma variável econômica que ajuda o investidor a analisar o risco de um investimento com base nas variações de preço do ativo. Mas qual é a relação entre um mercado volátil e a precificação dinâmica? A resposta está na margem de lucro!

A fim de sobreviver no cenário econômico atual, os comerciantes devem adotar estratégias que possam garantir uma margem consistente, sendo a precificação dinâmica um ótimo caminho.

Neste texto, mostraremos como essa técnica funciona no e-commerce, além de dar dicas práticas para implementá-la. Continue a leitura e não perca a chance de aumentar a rentabilidade do seu comércio!

Como funciona a precificação dinâmica?

Esse modelo pode ser conceituado como a oferta de produtos a diferentes preços, que variam de acordo com o grupo de consumidores ou, até mesmo com um período específico do dia. Ou seja, os valores dos itens são ajustados de forma dinâmica, de acordo com fatores internos e externos ao empreendimento.

Por meio de algoritmos de precificação ou modelos estáticos, as empresas são capazes de oferecer mercadorias com um preço diferenciado. Informações como a localização e o comportamento de compra do consumidor, dados demográficos, preços dos concorrentes, etc. são alguns dos inputs que essas ferramentas utilizam.

Quais são as vantagens dessa estratégia?

Os modelos de precificação dinâmica consideram um bom mapeamento dos concorrentes e uma segmentação inteligente dos compradores em grupos, de forma a conciliar lucratividade e crescimento.

Entenda as diversas vantagens:

  • proporciona aos gestores o controle sobre a estratégia de preços;
  • aumenta a margem de lucros e evita prejuízos;
  • permite aos empresários ter flexibilidade sem comprometer o valor da marca;
  • melhora o posicionamento no mercado, em sites comparadores de preços e em marketplaces;
  • torna a gestão de estoque mais eficiente.

Essas são apenas algumas das vantagens que esse modelo possibilita. Com um planejamento assertivo e bem elaborado, os gestores terão, inclusive, mais tempo para cuidar dos outros problemas da empresa.

Como implementar a precificação dinâmica no meu e-commerce?

Preparado para colocar essa estratégia em prática? Então, confira algumas dicas valiosas para começar!

Selecione os produtos adequados

Uma ótima dica é analisar o mix de produtos para selecionar aqueles que serão afetados pela precificação dinâmica.

Identifique as principais ofertas do seu empreendimento, que geram grande volume de vendas. Pense se esse item também é oferecido por outras lojas e se a discriminação de preços será eficaz. Finalmente, não se esqueça de entender as condições de fornecimento da mercadoria.

Elabore uma estratégia de acordo com os objetivos

A precificação dinâmica é muito mais que equiparar o seu preço com o do concorrente. Para alcançar as vantagens que essa estratégia traz, é preciso desenvolver um plano em sinergia com os objetivos da empresa. Em termos práticos:

  • defina a margem mínima de contribuição de cada produto e estabeleça os limites de variação;
  • considere a quantidade de itens no estoque;
  • combine os ajustes de preços com as campanhas e promoções de marketing;
  • examine os dados históricos de vendas.

Com essas ações, você conseguirá, de fato, ter um grande controle sobre a estratégia de preços e maximizar as vendas.

Escolha a ferramenta ideal

Será preciso, também, discutir com a sua equipe a ferramenta ideal para definir a discriminação dos preços. Existem várias soluções do mercado, desde softwares com alto nível de complexidade até modelos estatísticos que podem ser desenvolvidos no excel. O importante é ter em mente as necessidades do negócio, o esforço despendido e o capital disponível.

Observe a concorrência

Uma estratégia de precificação dinâmica e robusta deve considerar o mercado e o cenário em que o empreendimento se insere. Isso significa que você deve observar de perto os seus concorrentes.

Uma vez que uma mudança de preços do seu competidor é rastreada, será preciso considerar alguns fatores, como a forma de responder à variação, em quais produtos e em qual intensidade, assim como o impacto no negócio caso não haja uma resposta.

Pensar nesses fatores demanda um vasto conhecimento do empreendimento, além de estimativas precisas — por exemplo, a significância do concorrente, a forma como os consumidores comparam os preços e a elasticidade desses valores.

Portanto, além das dicas apresentadas, implementar a precificação dinâmica demandará planejamento e integração entre departamentos, principalmente TI, Marketing e Financeiro. Entretanto, uma vez em prática, os benefícios advindos podem transformar a empresa em um negócio rentável, escalando ganhos e aumentando o faturamento.

Se você gostou deste texto, deixe um comentário com a sua opinião sobre a precificação dinâmica e os seus benefícios para o e-commerce. Vamos aprofundar nosso conhecimento sobre o assunto e compartilhar experiências!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo