E-book intermediador

5 dicas para reduzir a taxa de rejeição no seu e-commerce

Diminuir a taxa de rejeição é crucial para que o seu negócio gere lucros e um bom faturamento. A seguir, veja o que fazer para diminuir essa taxa!

5 dicas para reduzir a taxa de rejeição no seu e-commerce

A cada dia, surgem mais tecnologias para comércio online. Portanto, a capacidade de inovação das empresas e de aproveitar essas novas ferramentas ditam o novo modelo de sucesso. Para se sobressair nesse cenário, saber como monitorar as métricas importantes de e-commerce — principalmente a taxa de rejeição — é o grande diferencial.

Afinal, o que é a taxa de rejeição e o que essa variável diz sobre a sua loja virtual? Se você quer saber a resposta para essa pergunta e entender como reduzi-la, basta continuar a leitura!

Taxa de rejeição e performance do e-commerce

De acordo com o Google Analytics, rejeição é uma sessão de página única. Em outras palavras, ela pode ser entendida como a falta de interação do usuário com o seu e-commerce, não gerando conversões. A taxa de rejeição, por sua vez, é a porcentagem que representa as sessões da loja virtual nas quais os clientes visualizam somente uma página.

No caso do e-commerce — que geralmente é composto por mais de uma página —, uma alta taxa de rejeição pode significar que as vendas não estão saindo como esperado e que a performance do comércio online está deixando a desejar. Dessa forma, a importância do entendimento dessa métrica e o seu monitoramento é evidente.

Dicas valiosas para diminuir a taxa de rejeição

Não há um consenso quanto a uma taxa de rejeição ideal, visto que várias variáveis influenciam — como o tipo de negócio, de público-alvo e de website. Entretanto, podemos dizer que quanto menor for a taxa de rejeição, maiores são as chances de o negócio prosperar.

Sendo assim, confira cinco dicas importantes para reduzir a taxa de rejeição!

1. Invista na experiência do usuário

A experiência do usuário são os sentimentos do comprador ao entrar em contato com um sistema, que pode ser um software, um aplicativo ou um e-commerce. O objetivo é despertar no cliente a sensação de prazer ao realizar uma compra ou de lealdade para com sua marca e produto, por exemplo.

Essas características contribuem significativamente para a diminuição da taxa de rejeição, portanto, use esse conceito ao seu favor! Ao desenvolver sua plataforma de e-commerce, foque no seu público-alvo, faça testes de interface e utilize diagramas de fluxo para analisar a interação dos usuários.

2. Desenvolva um design responsivo

Você já passou pela experiência de acessar um website no seu smartphone e perceber que o algo parecia “errado”, mas, ao visitá-lo no computador, não encontrar o mesmo problema?

Isso pode ser um indicativo de que a plataforma não foi desenvolvida com um design responsivo, fazendo com que ela não se adapte de acordo com o dispositivo utilizado. Isso pode ser um motivo para que o usuário feche a página, aumentando a sua taxa de rejeição.

3. Crie boas descrições dos produtos

O processo de compra consiste em várias etapas e interações entre o usuário e a sua marca, com o intuito de que ele finalize a compra de um item.

Nesse contexto, uma boa descrição dos produtos é decisiva para que o comprador não abandone o seu e-commerce. Por isso, não economize tempo para criar uma descrição atrativa e despertar a curiosidade do cliente. Elabore textos pequenos, de três a quatro sentenças, com informações importantes sobre cada item.

Por fim, tome cuidado ao se basear nas descrições de outros websites, como os dos concorrentes: a sua loja virtual pode ser penalizada no ranqueamento pelo Google.

4. Invista em um check-out facilitado

Por que os usuários preferem comprar pela internet? A resposta, para muitas pessoas, é a comodidade. Assim, a otimização do processo de compra, como o check-out facilitado, pode ser um grande atrativo para esses consumidores.

Para melhorar o processo de check-out, garantindo o aumento das vendas, é preciso:

  • facilitar a adição ou remoção de itens do carrinho;
  • evitar distrações e mostrar somente as informações importantes, como detalhes de entrega, pagamento e confirmação;
  • mostrar um marcador de progresso.

Por fim, elabore novos layouts de check-out, conduza testes com processos diferentes e veja qual deles o seu cliente aprova.

5. Garanta a velocidade de carregamento do site

Segundo o Google, 53% dos visitantes abandonam uma página que demora mais de 3 segundos para carregar. Se o seu e-commerce está tendo uma alta taxa de rejeição, garantir a velocidade de carregamento do site da sua loja virtual pode ser um ótimo começo para a melhorar essa taxa.

Neste texto, apresentamos algumas sugestões que podem ajudá-lo a diminuir a taxa de rejeição do e-commerce, impactando positivamente nas vendas. Entretanto, a melhor sugestão que podemos dar é que você, os desenvolvedores da plataforma e a equipe de marketing entendam que é preciso se colocar no lugar dos seus usuários para oferecer a melhor experiência possível.

Quer saber mais dicas sobre como desenvolver o seu negócio? Assine a nossa newsletter e receba novos conteúdos diretamente em seu e-mail!

Sobre o autor
Thadeu Arias
Thadeu Arias Growth Hacker | SEO and Marketing Strategy | Especialista em E-commerce, sua passagem por agências de publicidade, trouxeram bagagem em performance e conversão para e-commerce. Apaixonado por estudo, e aficionado por testes e análise de resultados. Acredita no data driven como acelerador de crescimento.
100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo