Tire seu negócio online do papel. Conheça o Logo Comunidade Maker

Quais são as vantagens dos intermediadores de pagamentos?

Descubra todas as vantagens que um intermediador de pagamentos pode te oferecer.

Quais são as vantagens dos intermediadores de pagamentos?

Realizar compras pela internet já não é mais um bicho de sete cabeças para boa parte dos brasileiros. Aliás, podemos até dizer que isso faz parte do dia a dia de muita gente — e o que não faltam são empresas oferecendo os seus produtos, por meio da web, para essa turma toda.

De acordo com uma pesquisa do E-commerce Brasil, realizada em 2017, estimou-se que existiam à época, cerca de 750 mil lojas virtuais atuando em todo o território nacional.

E esse número cresceu exponencialmente de lá para cá, com boa parte das empresas aproveitando as vantagens do intermediador de pagamento — os verdadeiros responsáveis por facilitar a vida de quem resolve empreender na internet.

Quer saber o que são essas ferramentas e como elas podem ajudar o seu negócio a faturar ainda mais na rede? Então, acompanhe nosso post e fique por dentro desse assunto.

Afinal, o que é um intermediador de pagamento?

Antes de qualquer coisa, é preciso saber o que, de fato, é um intermediador de pagamento e como ele funciona — pontos que não são nada complicados de se entender. Basicamente, esse intermediador é um sistema responsável por fazer a ponte entre a loja virtual e as instituições que oferecem os serviços de pagamento, como as donas de bandeiras de cartões de crédito, débito e até recebedores de boletos bancários.

Em outras palavras, trata-se de uma plataforma que integra a empresa e as operadoras de cartões e instituições bancárias, conferindo se existe saldo em um determinado banco, se o cartão está com limite para a compra e se o código do boleto está correto, por exemplo.

Como ele funciona?

Cabe ao intermediador de pagamento processar pedidos, realizar análises de créditos e aprovar ou reprovar transações. Ele é a ligação entre os sistemas da empresa que o contrata e as instituições financeiras. Todo esse processo acontece dentro do ambiente online e obedece às premissas básicas, como segurança e transparência.

Resumidamente, o pagamento acontece em algumas etapas:

  • o consumidor faz o pedido, insere seus dados e solicita o pagamento;
  • os dados são criptografados e recebidos pelo processador do lojista;
  • o processador envia os dados da transação para a administradora do cartão — nessa hora, a compra é aprovada ou não;
  • se a transação for autorizada, o banco transmite essa informação à empresa intermediadora e depois para a loja;
  • ocorre a disponibilização do valor da compra para o vendedor.

Qual a diferença entre um intermediador de pagamento e um gateway?

É importante destacar que os intermediadores, geralmente, são confundidos com os gateways de pagamento. No entanto, embora tenham funções semelhantes, suas operações são realizadas de modo diferente. No caso de um gateway, uma loja virtual firmará contratos com as instituições bancárias, por exemplo, de modo que atuarão diretamente com elas, sem a necessidade de intermediários.

No entanto, esse método exige um suporte maior e uma equipe especializada. Por isso, acaba sendo usado apenas por empresas maiores e com mais estrutura. Já os intermediadores de pagamento são plataformas especializadas que atuam fazendo essa ponte. Assim, uma loja pequena não vai precisar de uma equipe ou de gastar uma grande quantia, já que a intermediadora vai fazer todo esse trabalho burocrático por ela.

Como abrir uma conta em um intermediador de pagamento?

De modo geral, é muito simples abrir uma conta em um intermediador de pagamento. Você não vai precisar realizar nenhum contrato com instituições financeiras — apenas escolhe a empresa que oferece o serviço — a Yapay, por exemplo. Depois, realiza um cadastro na plataforma específica como vendedor, informando seus dados de uma conta bancária e um número de cartão de crédito e, por fim, emite suas cobranças pelo site ou aplicativo.

Quais as principais vantagens dos intermediadores de pagamentos?

Ao optar por trabalhar com um intermediador de pagamento, a sua empresa pode se aproveitar das diversas vantagens que esse tipo de sistema oferece. Além da segurança e facilidade, o intermediador proporciona maior controle da gestão financeira. Porém, as suas vantagens não param apenas nesse caminho entre o seu negócio e a aprovação de uma compra. Listamos, a seguir, os principais benefícios desse tipo de serviço. Confira!

Diversidade nas formas de pagamento

No Brasil, por volta de 75% dos consumidores optam por realizar as suas compras pelo cartão de crédito, segundo os dados do e-commerce.org. Do restante dos compradores, 12% já preferem o bom e velho boleto.

Além dessas duas formas de pagamento online, hoje em dia, também podemos contar com usuários que buscam meios pouco usuais de pagamento, como transferência bancária — que acontece em menor tempo do que a compensação dos boletos — o PIX e até criptomoedas.

Todos com a possibilidade de serem abordados, por meio de um intermediador de pagamento, trazendo maior praticidade à instituição e aumentando suas vendas.

Implementação facilitada

A facilidade de se implementar um intermediador de pagamento também é outra vantagem da ferramenta, além da simplificação do sistema. Por ter boa parte de suas funções rodando externamente, em relação ao servidor do cliente, o intermediador não demanda a realização de instalações complicadas e nem uma banda maior para o tráfego de dados.

Além disso, boas empresas contam com um design que cabe perfeitamente no layout de qualquer site, e que já foi testado diversas vezes por milhares de pessoas, entregando, assim, os melhores caminhos para realizar uma compra e evitar o abandono de carrinho.

Proteção contra fraudes

Com o uso cada vez maior da internet e com operações realizadas em ambiente totalmente digital, é normal que o número de fraudes também aumente. Pesquisas realizadas entre 2016 e 2017 pelo E-commerce News, apontaram que, naquela época, a estimativa apresentada é de que, a cada R$100,00 gastos na web, havia um prejuízo de R$3,42 para os donos das lojas virtuais.

Algo que pode impactar bastante o faturamento das empresas, principalmente no caso das micro e pequenas, mas que pode ser combatido com um bom intermediador de pagamento.

Essas ferramentas realizam análises antifraude que ajudam, tanto quem está comprando — por meio de certificados que garantem a segurança do sistema — quanto quem está vendendo na internet — fazendo a coleta dos dados do comprador e dos cartões utilizados, além de analisar os riscos envolvidos naquele processo de compra e venda.

Cabe ressaltar que, ao adotar o intermediador, a responsabilidade sobre o uso é dele. Ou seja, ao contratar os serviços, ele assume todos os riscos das transações. Isso porque, atualmente, os sistemas são robustos e seguros, com certificado de segurança, fazendo com que a empresa não se preocupe com vazamento de informações.

Custo-benefício

Outra vantagem dessas ferramentas tem a ver com o custo-benefício de sua aplicação. Criar uma plataforma própria de intermediação não é nada barato, rápido e nem simples de ser feito. Por isso, investir em um sistema já pronto pode ser a melhor saída, tanto para colocar, de uma vez, a sua loja virtual no ar quanto para medir a necessidade real de se ter uma ferramenta particular.

Simplificação do sistema de cobranças

Por apresentar um sistema de cobranças simples e intuitivo, o intermediador auxilia, tanto a empresa quanto os clientes. O sistema flexibiliza a cobrança, em casos de inadimplência, para aqueles que têm contrato de prestação de serviços.

Em alguns casos, a cobrança é enviada no e-mail por meio de boletos, gerados com multas e juros embutidos, caso o boleto esteja vencido ou com aviso de recebimento pelo cliente. Dessa forma, a plataforma reconhece os pagamentos efetuados no período e auxilia o processo de conciliação financeira.

Agilidade na liberação de recebíveis

A possibilidade de disponibilizar os recebimentos, logo após a confirmação do pagamento do cliente, é uma das grandes vantagens do intermediador. Essa alternativa favorece quem está precisando de dinheiro e tem valores a serem recebidos por suas vendas, evitando a demora no recebimento, quando um cliente atrasa o pagamento do cartão, por exemplo.

Maior escalabilidade

Dizer que uma operação é escalável significa que ela pode preservar sua capacidade de atender a todas as demandas dos clientes, de forma eficiente, independentemente do número de usuários e sem perder a qualidade do serviço. Essa vantagem é essencial para empresas que buscam evoluir e expandir os seus ganhos.

Afinal, a procura aumenta, devido à conquista da boa reputação no mercado. Com o intermediador, a loja se torna escalável pela automação dos processos de pagamentos, o que faz com que ela aumente a sua produtividade, sem demandar recursos e causar prejuízo nas atividades.

Quais as características de um bom intermediador de pagamento?

Uma boa plataforma intermediadora precisa de alguns requisitos básicos para oferecer um serviço de qualidade aos seus clientes. Assim, se você está procurando uma para a sua empresa, é interessante ficar de olho nelas para fazer uma boa escolha. Sendo assim, comece observando algumas características básicas que listamos, a seguir.

Valor das tarifas

O primeiro ponto a observar é o custo de aderir à plataforma. Ou seja, as tarifas devem estar dentro da média do mercado e também ter um bom custo-benefício, de acordo com o seu faturamento. Não adianta selecionar a empresa mais barata, se ela não atende às suas necessidades. Da mesma forma que, nem sempre, a mais cara vai ser a mais indicada para o seu caso.

Segurança

Quando o assunto são transações financeiras, a segurança é uma característica fundamental, tanto para a empresa contratante quanto para os clientes. Por isso, observe se a intermediadora de pagamento tem sistemas antifraude, certificações e funções que protejam os dados bancários e ofereçam segurança nas transações. Isso vai aumentar a sua credibilidade e a confiança dos consumidores na hora de fornecer seus dados bancários para a sua loja.

Bom atendimento

Se você vai investir em uma empresa para intermediar suas transações bancárias, precisa de um atendimento de qualidade. Assim, se algum problema acontecer, tanto com a empresa contratante quanto com os clientes, vai ser muito mais fácil de resolver.

Como escolher o seu intermediador?

Bem, agora que você já conhece quais são as vantagens dos intermediadores de pagamentos e como identificar uma boa empresa, é interessante saber como escolher aquele que melhor combina com o seu negócio. Portanto, continue lendo e veja alguns aspectos que devem ser considerados, ao escolher um intermediador de pagamentos.

Analise a página de checkout oferecida pelo intermediador

Alguns intermediadores de pagamento enviam o usuário para fora do e-commerce, na hora de efetuar a compra — algo que impacta na confiança daquela pessoa para com a página. Por isso, o ideal é optar por uma plataforma que ofereça uma página de checkout personalizada, podendo, inclusive, ser adaptada com a identidade visual da sua empresa.

Fique de olho nas taxas e nas condições

Cada intermediador de pagamento tem as suas próprias taxas e condições de uso. Por isso, é importante prestar atenção na porcentagem cobrada pela tarifa de intermediação, no tempo de liberação de saldo, na tarifa por transação completa e até na existência ou não de uma mensalidade para utilização do sistema.

Confira o grau de segurança da plataforma

Todo intermediador de pagamento traz algum grau de segurança para as transações. No entanto, é importante conferir quais são os certificados adotados pelo sistema e, até mesmo, qual é a sua credibilidade no mercado — por meio de resenhas em sites como Reclame Aqui e outros.

Verifique a gestão e o controle

Bons intermediadores oferecem painéis de controle financeiro para fazer o acompanhamento do volume de vendas, das transações aprovadas e reprovadas, do ticket médio e de outras informações que permitam um entendimento melhor sobre as finanças daquela loja virtual.

Vale a pena investir em uma ferramenta para intermediar pagamentos?

Se você chegou até aqui, já consegue perceber que um intermediador de pagamento pode facilitar muito o desenvolvimento do seu negócio. Sem ele, pode ser mais difícil disponibilizar variadas formas de pagamento, como cartões de crédito e boleto bancário — o que pode limitar o crescimento da sua loja.

Além disso, você vai ter segurança nas transações, facilidade na resolução de conflitos e poderá administrar suas vendas com mais qualidade, diminuindo o tempo de resposta para os clientes e gerando mais credibilidade nas operações. Portanto, por mais que uma plataforma desse tipo demande algum investimento, é muito difícil manter uma loja virtual sem esse tipo de serviço.

Dessa forma, se você estava em dúvida se valia ou não a pena aderir a um intermediador de pagamento, pode ter certeza de que vale muito. Por fim, é possível perceber que o que não faltam são vantagens em investir em um bom intermediador de pagamento, tanto para quem vende quanto para quem compra pela internet.

Essa ferramenta facilita o trabalho dos colaboradores que precisam lidar com finanças e oferece segurança e confiabilidade para os clientes. Isso acaba se tornando um diferencial competitivo, já que você consegue facilitar bastante a relação com os clientes, usando um intermediador de pagamento.

Achou esse conteúdo relevante? Então, não espere mais para aprimorar o seu e-commerce. Entre em contato com a gente e conheça todas as nossas soluções para a sua empresa!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo