E-book intermediador
7 ideias de clube de assinatura para colocar no mercado

7 ideias de clube de assinatura para colocar no mercado

Você já ouviu falar nos clubes de assinatura? Pois, saiba desde já: essa é uma ideia bastante inovadora que traz uma boa dose de praticidade para a vida das pessoas. A proposta aqui é que os assinantes adquiram pacotes de serviços de determinado segmento pelo qual tenham interesse, recebendo novidades escolhidas a dedo em casa. O melhor é que, para isso, não têm que passar por um novo processo de compra!

Uma vez que é possível desenvolver um clube de assinatura das mais variadas áreas, diferentes públicos podem ser impactados com a solução. Ao conhecer detalhadamente as características da audiência, é possível oferecer produtos e serviços, que promovam a fidelização do cliente, aumentando assim o Lifetime Value do negócio.

A ideia pode ser aplicada tanto em um negócio já existente como pode servir de inspiração para um novo empreendimento. Garantidamente, o empresário terá facilidade no gerenciamento das assinaturas, uma vez que pode optar por ferramentas que simplificam o relacionamento com os clientes e até os pagamentos.

Curioso para entender melhor o funcionamento desse modelo? Pois, já que a estratégia pode ser aplicada tanto ao mercado de serviços como à venda de produtos, resolvemos separar aqui 7 ideias de clubes de assinatura para você ficar de olho e começar a pensar no seu. Confira!

1. Clube de produtos de beleza

Um tipo de clube de assinatura que já existe no Brasil e apresenta grande potencial de crescimento é o de produtos de beleza. Todo mês, a empresa fica responsável por enviar uma caixa com diversos itens para os clientes, apresentando novidades, produtinhos mais desejados e mercadorias, em geral, que sejam do interesse dos assinantes.

A quantidade de produtos varia de acordo com o valor da assinatura e com o preço médio dos itens, sendo possível fazer parcerias com empresas de cosmético para apresentar novidades em primeira mão para os clientes. O ideal é pedir feedbacks sobre as caixas recebidas, a fim de conhecer melhor o gosto dos assinantes e, com isso, aprimorar cada vez mais as entregas.

Além dos itens selecionados em si, é importante oferecer um serviço globalmente personalizado, com embalagem customizada, escolhas pontuais, entrega rápida e pagamento recorrente fácil.

2. Clube para cervejeiros

Um clube para cervejeiros é uma ideia com bastante potencial de crescimento. Afinal, os apaixonados por cerveja costumam gostar de experimentar novos sabores, não é mesmo? No entanto, o preço elevado das unidades pode acabar impedindo essa busca por novos produtos. Aí entra o clube de assinatura!

Aqui, a assinatura pode contar com planos diferentes, como trimestral, semestral e anual, desde que deixando claro para o cliente as características de cada um — melhor para sua taxa de churn. Além das cervejas, os clientes também podem receber convites para degustação, copos personalizados e outros produtos relacionados com a prática cervejeira.

3. Clube de alimentos fitness

Por mais que a procura de clientes por alimentos fitness e saudáveis tenha aumentado, o consumidor nem sempre tem disponibilidade para buscar esses itens no mercado frequentemente. Para esse público já existem 2 modelos de assinatura:

  • caixas mensais com produtos não perecíveis;
  • refeições entregues semanalmente para o cliente se alimentar no dia a dia

A escolha sobre o tipo de serviço prestado depende dos objetivos da própria marca e também, claro, do público-alvo que se pretende impactar. Só lembrando que, no caso do fornecimento de alimentação semanal, é preciso contar com uma cozinha devidamente equipada para o preparo de comida, com profissionais capacitados e entrega refrigerada, por exemplo.

4. Clube de arte

O que acha de um clube de assinatura voltado para amantes das artes? Nesse caso, como os gostos podem variar bastante, deixar claro com qual tipo de serviço e produto seu negócio trabalha é essencial para atrair um público alinhado. É possível, por exemplo, realizar a curadoria de peças e reproduções de artistas reconhecidos, ter um negócio mais voltado para decoração ou explorar novidades da área.

Especificamente nesse tipo de clube, é necessário que o responsável tenha um conhecimento apurado sobre o produto com que vai trabalhar. Por se tratar de um segmento com preço mais elevado, também é essencial desenvolver estratégias para impactar um público que consiga efetivamente arcar com a demanda.

5. Clube para adoradores de séries

Não é nada difícil encontrar pessoas que adoram séries, certo? Contudo, para que seja possível formar um clube de assinatura com esse tema, é preciso pensar em ações diferenciadas para o público. Você pode explorar brindes temáticos dos programas, ingressos para pré-estreias, itens comemorativos, teasers em primeira mão e por aí vai.

Só não se esqueça que, como o clube é mensal, você precisa explorar novidades recorrentes de modo a manter os assinantes interessados e, claro, agregar valor à recorrência do serviço.

6. Clube para empreendedores

Um público com grande potencial para ser impactado por um clube de assinatura é o dos empreendedores. Isso porque, por mais que esses profissionais estejam sempre interessados em novidades, às vezes, com a correria do dia a dia, é bem difícil efetivamente acompanhá-las.

Pensando justamente nas dificuldades e nos interesses dessa audiência, você pode oferecer kits com livros, descontos em softwares, convites para eventos, prioridade em cursos empresariais e inúmeras outras vantagens. Só fique atento: para manter o clube ativo, é necessário ir além dos produtos interessantes. Inclua experiências novas, que proporcionem facilidades e benefícios para os assinantes!

7. Clube para chocólatras

Difícil encontrar alguém que não gosta de chocolate, não é? Então que tal focar seu clube de assinatura em um público que simplesmente ama esse produto? Imagine enviar caixas mensais com chocolates clássicos, lançamentos, importados e outras novidades! Oferecendo diferentes experiências, a marca gera relevância para o público, não só mantendo o número de assinantes elevado como conquistando novos clientes.

Por fim, você deve estar se perguntando: mas como é feito o pagamento em um clube de assinatura? Pois, temos aqui o pagamento recorrente como modelo mais usado. Nesse caso, o cliente faz uma primeira compra normalmente, inserindo seus dados, e nos meses seguintes esse pagamento é gerado automaticamente — até um eventual cancelamento.

Inicialmente muito usado para a prestação de serviços, esse modelo de pagamento passou a ser explorado também na oferta de produtos na forma de clube. Assim, o consumidor não tem o mesmo trabalho todo mês e o lojista se beneficia com a previsão de receitas e a redução da inadimplência.

Agora que você já conhece ótimas possibilidades de clube de assinatura, que tal saber mais sobre pagamentos recorrentes e o mercado de comércio virtual em geral? Basta seguir nossas páginas nas redes sociais para se informar!

Receba os melhores conteúdos sobre formas de pagamento online!
Sobre o autor
Marco Galvão
Marco Galvão Apaixonado por Marketing, formado em Administração, Pós-Graduando em Marketing e Gestão Estratégica de Negócios. Hoje também pesquisador e amante de assuntos relacionados a pagamentos online. Como Hobbies gosto de fotografar, ouvir música, viajar e cantar (mesmo sem saber) ! Bom tê-lo aqui comigo :)