Logo da Universidade Yapay com a coruja como símbolo Conheça a Universidade Yapay!

Conheça o panorama do Mercado SaaS no Brasil

Em um mundo cada vez mais dependente dos aplicativos, é fundamental ficar de olho no mercado SaaS para descobrir as tendências do momento.

Conheça o panorama do Mercado SaaS no Brasil

Como você já deve saber, nosso dia a dia está cada vez mais digitalizado, especialmente depois do advento dos smartphones. Nesse contexto, os softwares se tornaram ferramentas imprescindíveis e nos ajudam a desempenhar tarefas cotidianas, como fazer anotações ou mesmo conversar em tempo real.

Pensando em facilitar o acesso a esses produtos e facilitar a vida dos usuários, desenvolveu-se o mercado SaaS. Decompondo a siga, temos que “SaaS” significa “software as a service“. Em outras palavras, trata-se de um modelo de negócio em que um software (aplicativo) é entregue como serviço, pronto para uso.

Para saber mais sobre o que é e como anda o mercado SaaS no Brasil, assim como as suas perspectivas, continue lendo o nosso post!

O que são as empresas de SaaS?

Se você tem mais de 25 anos, deve se lembrar de que, há algum tempo, comprávamos softwares em mídias físicas, como CD-Roms ou, mais antigamente, disquetes.

Com isso, tínhamos a licença para utilizar aquele software em nossos computadores pessoais, usufruindo das funções que ele disponibilizava por tempo ilimitado. Em contraponto, não tínhamos acesso a novas versões ou extensões, que deveriam ser adquiridas de forma independente.

Hoje em dia, no entanto, o cenário mudou bastante. A transformação tecnológica levou à necessidade de disponibilizar esses serviços de forma virtual. Perceba, por exemplo, que dificilmente os notebooks mais novos apresentam entrada para CD — e os disquetes já foram aposentados há pelo menos uma década.

Assim, a solução encontrada foi a disponibilização desses softwares na nuvem. É cada vez mais comum você comprar aplicativos pela internet e baixá-los imediatamente após a aprovação do pagamento, o que torna o processo mais rápido e eficiente. Isso facilita, também, o acesso a melhorias.

Nesse contexto, surgem os softwares como serviços (SaaS), que são aplicativos que podemos acessar em diferentes mídias (computador, tablet e smartphone, por exemplo) e que já vêm prontos para o uso, cabendo ao consumidor apenas ajustes pessoais. A manutenção e as atualizações, por exemplo, são feitas pelos desenvolvedores e oferecidas ao usuário ao longo do tempo.

Geralmente, tratam-se de softwares utilizados para facilitar atividades do dia a dia, como delivery de comida (iFood, Uber Eats) ou armazenamento de arquivos (Dropbox, Google Drive). Eles podem ser usados tanto por pessoas físicas quanto por empresas, que podem se valer dos serviços para otimizar os seus processos.

Para começar a usar esses aplicativos, basta que o usuário efetue o pagamento da licença para ter acesso às funcionalidades. Nesse sentido, é válido ressaltar que esse pagamento não dá direito ao uso vitalício, mas sim a um período específico. Assim, a licença deve ser renovada periodicamente, ou você pode optar pela cobrança recorrente.

A Netflix, por exemplo, dá aos seus clientes o direito de ter acesso a todo o seu catálogo, mas a licença deve ser renovada mensalmente, com valores que variam a depender do plano escolhido.

Como é o funcionamento do mercado SaaS?

Vinculadas à Economia de Recorrência, as empresas SaaS, em sua essência, dependem da fidelização dos clientes para manter a sua receita e, consequentemente, o seu funcionamento. Em outras palavras, esse modelo de negócio se mantem por meio das assinaturas, que podem ou não ser renovadas ao longo do tempo.

É válido ressaltar que essas empresas também estão intimamente ligadas ao modelo de Startups, que buscam acertar em um nicho de mercado pouco explorado para garantir uma ascensão rápida no mercado.

Por causa dessa característica, o SaaS exige que as empresas tenham como foco a inovação, para oferecer produtos atualizados e vantajosos para seus usuários. Sendo assim, é fundamental que os desenvolvedores trabalhem em melhorias nos sistemas e no oferecimento de novas funções.

O Uber, por exemplo, começou como um aplicativo de caronas, mas se aprimorou com a oferta de diferentes categorias e com o serviço de entrega de comidas, o Uber Eats. A Netflix, por sua vez, faz modificações mensais em seu catálogo, trazendo novidades para fazer valer a pena a manutenção da assinatura.

Como é o mercado SaaS no Brasil?

Como já vimos acima, as empresas SaaS com certeza vieram para ficar em nossas vidas, já que nos familiarizamos tanto com elas e tornamos seus serviços imprescindíveis. Apesar disso, os principais serviços que utilizamos no Brasil ainda são internacionais, oriundos de países como os Estados Unidos.

Isso não significa, porém, que o Brasil está de fora das estatísticas. Apesar de não ser um mercado tão proeminente quanto em outros países, as empresas SaaS representam uma boa fatia do volume de startups nacionais.

De acordo com a StartupBase, o país possui atualmente pouco mais de 13 mil startups, concentradas principalmente nas regiões Sul e Sudeste. Dessas, 41% são empresas SaaS, voltadas principalmente para a otimização da gestão e da logística de empresas.

A Conta Azul, por exemplo, é uma ferramenta que oferece soluções para facilitar a logística de pequenas empresas, permitindo o controle financeiro e a gestão de estoque, entre outras questões.

Assim, vemos que o mercado brasileiro de SaaS tem como principal tendência a oferta de ferramentas voltadas para o mundo corporativo. Por causa disso, quem pretende investir nesse modelo pode pensar no desenvolvimento de aplicativos com a finalidade oferecer soluções para processos cotidianos das empresas.

É claro, também, que essa não é a única possibilidade. Há muitos exemplos de SaaS brasileiras voltadas para o marketing ou até mesmo para a saúde, que ajudam no diagnóstico de doenças ou no acompanhamento de tratamentos.

Dessa forma, vemos que o mais importante é buscar ideias inovadoras, que atinjam um nicho ainda não explorado e garantam a fidelização de seus clientes. Além disso, é preciso estar atento às novidades que o mercado oferece e às adaptações necessárias para melhorar seu software periodicamente.

Agora que você já sabe como anda o mercado SaaS no Brasil, que tal se informar sobre pagamento recorrente? Confira nosso post esclarecendo três dúvidas importantes sobre o assunto!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo