E-book intermediador
Gestão financeira da loja virtual: Conheça 8 dicas para o sucesso

Gestão financeira da loja virtual: Conheça 8 dicas para o sucesso

A explosão do e-commerce nos últimos anos trouxe muita competição para o mercado, mas poucos desses inúmeros novos negócios conseguem ter estabilidade ou sequer se manter por muito tempo e com isso a dificuldade de alcançar uma boa gestão financeira da loja virtual.

Boa parte desse problema está em conseguir uma boa gestão financeira da loja virtual. Até mesmo as grandes empresas têm dificuldade para adaptar as suas estratégias a esse modelo, principalmente as que trabalham com o varejo offline.

Se você não quer cair na mesma armadilha e garantir o sucesso da sua empresa, por que não investir então em uma boa estrutura financeira? Neste post, listamos 8 dicas para você começar essa transformação:

1. Elabore um plano de negócio

Toda nova estratégia começa no planejamento. Se, no seu caso, a loja virtual é o core do negócio e você é responsável por essas decisões, é hora de levantar a situação atual da empresa e começar a traçar o rumo para novos objetivos.

Já se a empresa é maior e você é apenas parte de um todo, que tal sugerir uma estratégia nova específica para o e-commerce? Um plano de negócio em uma loja virtual vai definir aonde vocês esperam chegar daqui um mês, um trimestre ou um ano — sempre definindo pontos de referência para mirar em curto, médio e longo prazo.

Um plano financeiro para um e-commerce definirá pontos importantes para a gestão: quanto é necessário de investimento para ter o retorno esperado, onde é preciso gastar para melhorar a qualidade do atendimento, se é preciso contratar novos funcionários etc.

Essas informações precisam estar determinadas desde o início de uma nova estratégia de negócio. Elas serão a base para você avaliar a evolução da loja virtual e do seu próprio trabalho ao longo do tempo.

2. Defina indicadores de performance

E para avaliar essa evolução da forma mais confiável, você precisará de indicadores de performance. Os KPIs são dados-chave, monitorados e registrados para que possam ser comparados em relatórios futuros.

No caso da gestão financeira de um e-commerce, existem alguns indicadores relevantes para todo tipo de negócio:

  • ticket médio;
  • abandono de carrinho;
  • margem de lucro;
  • taxa de conversão;
  • custo por aquisição de lead;
  • custo por canal de marketing.

Esses são apenas alguns exemplos. O ideal é que você priorize a coleta e a análise de dados que formem um quadro fiel da situação financeira da loja virtual em prazos determinados, com relatórios semanais, mensais e anuais.

Ao mesmo tempo em que essas informações mostrarão um histórico detalhado da evolução da empresa, elas servirão como fonte de pesquisa no caso de problemas no caixa ou desvios de estratégia lá na frente.

3. Conheça os seus custos em detalhes

Ainda existe, no setor do e-commerce, muitos empresários, diretores e gerentes que acham que acompanhar as despesas e receitas por montantes brutos e líquidos é suficiente para diagnosticar a saúde financeira de uma empresa.

Mas, para uma gestão realmente eficiente das finanças, você precisa ir mais a fundo nesses dados. O acompanhamento de como cada recurso é gasto no dia a dia da empresa traz maior controle de custos e ainda oferece insights importantes sobre como otimizar e economizar na operação do negócio.

4. Controle o estoque como ninguém

O controle do estoque é um ponto primordial em uma boa gestão financeira da loja virtual. Um gerenciamento eficiente não deixa o negócio ser afetado por falta ou desperdício de produtos, o que pode tornar o capital de giro instável e imprevisível.

Esse processo também é uma fonte de economia. Um estoque bem controlado dá à empresa a possibilidade de fazer compras com antecedência e conseguir condições melhores de pagamento. Sobra dinheiro para investir em novas estratégias de crescimento e perseguir novos objetivos.

5. Invista em automação na logística

Uma extensão do tópico anterior, toda a logística que envolve a compra de produto, estocagem e processamento dos pedidos afeta diretamente a gestão financeira de uma empresa.

A automação nessa etapa do e-commerce é uma das áreas que mais vem evoluindo nos últimos anos. Desde etiquetas virtuais até robôs transportadores, qualquer investimento em automação na sua logística agiliza processos, padroniza a produção e torna a parte financeira da empresa mais estável.

6. Cuide do fluxo de caixa

Além dos custos gerados pela operação diariamente, não dá para descuidar do fluxo de caixa se você quer uma gestão eficiente de recursos. Esse controle é feito monitorando a movimentação de transações feitas em um determinado período, considerando o saldo da empresa no banco, as entradas e a saídas em cada novo ciclo.

O importante aqui é não deixar que decisões sobre estratégias de negócio sejam feitas na base do chute, da projeção, do feeling. Ao lidar com o dinheiro da empresa, toda informação adicional é bem-vinda para que o seu planejamento seja embasado na realidade.

7. Aposte em um sistema de pagamento automatizado

Em um e-commerce, o ponto mais importante para o sucesso está nas vendas, certo? Por isso, essa etapa precisa de um carinho especial do empresário, diretor ou gerente da loja virtual.

Os sistemas automatizados, como os gateways de pagamento, oferecem ao e-commerce um ganho imediato em controle financeiro e coleta de dados nas transações.

Além de oferecer mais opções para o cliente, eles por si só já servem como sistemas de gestão capazes de fornecer indicadores confiáveis, acompanhamento simplificado e projeção de novas estratégias.

8. Invista em um bom sistema de gestão financeira

Como você já deve ter percebido, não são poucos os elementos que interferem na sua gestão financeira de loja virtual. Por isso, um bom sistema ERP é fundamental para garantir o sucesso dessa sua nova estratégia.

Os ERPs são softwares que reúnem, em um único ambiente, toda a coleta e o processamento de dados envolvendo os lados administrativo, financeiro e operacional de uma empresa.

Eles são capazes de automatizar diversas tarefas de monitoramento de indicadores e segmentação de informações para que você tenha relatórios úteis e objetivos sobre cada decisão a ser tomada.

Ou seja, menos tempo correndo atrás dos dados que você precisa e mais tempo usando-os para colocar o e-commerce no caminho do crescimento sustentável.

E não é disso que se trata uma boa gestão financeira da loja virtual? Se você quer se tornar a referência para essa nova estratégia de Business Intelligence e tecnologia aplicada aos negócios no seu e-commerce, é hora de traçar os seus novos rumos!

Que tal começar discutindo isso com os colegas de trabalho? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e comece agora mesmo!

Receba os melhores conteúdos sobre formas de pagamento online!
Sobre o autor
Marco Galvão
Marco Galvão Apaixonado por Marketing, formado em Administração, Pós-Graduando em Marketing e Gestão Estratégica de Negócios. Hoje também pesquisador e amante de assuntos relacionados a pagamentos online. Como Hobbies gosto de fotografar, ouvir música, viajar e cantar (mesmo sem saber) ! Bom tê-lo aqui comigo :)