E-book intermediador
Gateway de pagamento: 6 situações em que faz toda a diferença

Gateway de pagamento: 6 situações em que faz toda a diferença

Sua loja virtual tem apresentado altas taxas de abandono de carrinho? O tráfego até que não é ruim, mas a etapa de checkout sempre resulta em desistências? Geralmente, essa ineficiência tem relação direta com a falta de opções de pagamento. A aparente ausência de mecanismos de segurança e a imposição pela troca de página no fechamento de transações. Se seu e-commerce sofre com esses problemas, você precisa conhecer o gateway de pagamento.

Como você já deve ter percebido, muitos empreendedores do varejo virtual usam os chamados intermediadores de pagamento no início de suas operações. Afinal, a facilidade no uso de soluções como PagSeguro e PayPal é nítida para quem ainda está estruturando suas atividades. Entretanto, à medida que a empresa cresce, outras necessidades surgem.

Nesse momento de expansão, você provavelmente começará a reparar em detalhes que antes passavam despercebidos, como altos índices de saída na finalização da compra. E aí, o que fazer? Hoje você vai entender, de forma definitiva, em quais situações um gateway de pagamento pode fazer toda a diferença para seus resultados de vendas.

Primeiramente, você sabe o que é um gateway de pagamento?

Antes de mais nada, vamos recapitular rapidinho: estamos falando basicamente de terminais de cartão de crédito que mantêm uma interface direta com os adquirentes — empresas responsáveis pelas ações de captura e armazenamento de dados, com o respectivo envio às bandeiras.

Para ficar menos abstrato, que tal alguns exemplos? Os adquirentes são empresas como a Redecard, a Cielo, a Getnet, entre muitas outras. Já as bandeiras de cartão de crédito são Visa, Mastercard, Diners e assim por diante. Para consolidar operações com todos de forma rápida e desburocratizada, você precisa do auxílio de um gateway de pagamento!

Mas atenção: nada de confundir gateways com intermediadores de pagamento, ok? Diferentemente dos intermediadores, os pagamentos feitos por meio dos gateways caem direto na conta do lojista. Além disso, com um gateway de pagamento, o cliente não é direcionado a outra página para concluir a compra — falha que costuma prejudicar as taxas de conversão.

Na prática, não se trata de uma solução melhor ou pior. O que faz um serviço ser mais ou menos vantajoso é o momento da empresa. Assim, se sua loja online está em processo de crescimento, o ideal é partir logo para um gateway, a fim de dar maior celeridade, segurança e praticidade às operações de pagamento.

Em que situações o gateway de pagamento faz a diferença?

1. Integração e sofisticação

Um gateway permite a implantação de estratégias de cobrança mais elaboradas em sua plataforma, como pagamento com 2 cartões, cobrança recorrente, estorno de pagamentos e compra a um único clique — método em que o consumidor pode fazer diversas aquisições sem ter que inserir seus dados repetidas vezes. Esse universo de possibilidades trazido por um gateway de pagamento de alta performance certamente fará toda a diferença nos números da sua empresa!

2. Inteligência de negócios

Na verdade, essa interface dá conta de muito mais que um mero API para integrar sua loja a instituições financeiras. Muitas plataformas do segmento são equipadas com recursos de inteligência artificial, assegurando ao gestor a obtenção automática da lista de inadimplentes, com remessa de notificações, envio programado de boletos, gestão de transações com emissão de relatórios analíticos e muito mais!

3. Nível de segurança

A análise de operações para prevenir fraudes online, característica marcante do gateway de pagamento, é um dos maiores aliados do empreendedor do varejo virtual, pois protege a loja contra golpes com cartões roubados, clonados ou qualquer tipo de falsificação no momento da compra. A interface ainda verifica se o cartão tem limite para consolidar a aquisição.

E o melhor é que essa segurança também alcança os consumidores! Como os lojistas não têm acesso aos dados financeiros das compras, os e-consumidores ficam mais tranquilos para fazer aquisições livres de preocupação. Entretanto, vale lembrar que, mesmo com o gateway, é preciso contratar uma certificação digital SSL. Sem ela, os dados bancários dos clientes não são criptografados e as taxas de abandono de carrinho voltam a subir.

4. Diversidade de opções

Ao disponibilizar um gateway de pagamento, você automaticamente constrói uma excelente estrutura de cobrança para sua loja online, podendo oferecer diversidade de pagamentos — via cartões de crédito de várias bandeiras, boleto bancário, débito online e por aí vai. Além desse extenso rol de opções, por meio de um API, ainda é possível ter um checkout transparente, que não obriga seu cliente a trocar de página e não exige cadastro.

Pode acreditar: tudo isso faz uma enorme diferença no percentual de conversões! A propósito, você sabia que checkouts burocráticos são responsáveis por muitos e muitos abandonos de carrinho por aí? Melhor não entrar para esse clube, não concorda?

5. Rapidez no recebimento

Se você precisa de agilidade nos recebimentos para fazer caixa, eis mais alguns dos benefícios trazidos por essa interface de pagamento: confirmação de pagamento de forma imediata, suporte de melhor qualidade e maior rapidez para o cliente concluir a compra. Tais variáveis formam a linha que separa os e-commerces bem-sucedidos dos estagnados.

Vale lembrar que, diferentemente dos intermediadores, que pagam o dono da loja virtual sempre à vista, ainda que a compra tenha sido parcelada, com o gateway de pagamento, o lojista recebe conforme o parcelamento autorizado. Assim, se o pagamento foi dividido em 20 vezes, a loja receberá 20 pagamentos.

6. Redução de custos

Quem trabalha com gateway de pagamento pode negociar taxas diretamente com os bancos. Com isso, as empresas ligadas ao comércio virtual acabam reduzindo custos referentes a despesas da área de fechamento de vendas, consequentemente aumentando seu lucro líquido.

A perda de produtividade e de vendas graças a falhas nos sistemas de comunicação também diminuem significativamente, tendo em vista a estrutura de suporte ágil e eficiente que essas interfaces costumam apresentar.

E agora que você já sabe de tudo isso, que tal ter em sua loja virtual um gateway de pagamento que traga todas essas virtudes à dinâmica do negócio? Então entre em contato conosco já!

Receba os melhores conteúdos sobre formas de pagamento online!
Sobre o autor
Marco Galvão
Marco Galvão Apaixonado por Marketing, formado em Administração, Pós-Graduando em Marketing e Gestão Estratégica de Negócios. Hoje também pesquisador e amante de assuntos relacionados a pagamentos online. Como Hobbies gosto de fotografar, ouvir música, viajar e cantar (mesmo sem saber) ! Bom tê-lo aqui comigo :)