E-book intermediador
Saiba como facilitar a integração de aplicativo com outros sistemas

Saiba como facilitar a integração de aplicativo com outros sistemas

Desde a pequena até a grande, qualquer empresa precisa contar com todos os seus colaboradores alinhados. Isso poupa energia e garante maior sinergia. Quando falamos de tecnologias, a associação é a mesma. Assim, todos os sistemas, processos informatizados e aplicativos precisam estar integrados, o que assegura maior eficiência, agilidade e monitoramento quanto redução de custos, de tempo e de erros.

Em um e-commerce, por ser um negócio que trabalha de modo online, é prudente que se faça a integração de aplicativo com outros sistemas por ele usados. A automatização de atividades passa a ser um dos grandes ganhos nesse processo. Uma boa forma de conseguir essa integração é por meio de uma API (Application Programming Interface ou Interface de Programação de Aplicação, em português).

Ficou interessado em entender melhor o assunto? Acompanhe a leitura e saiba mais sobre o conceito de API e quais podem fazer a diferença para o seu empreendimento!

Integração de aplicativo: o que você precisa saber

Como dito, a integração de aplicativo pode ser feita por uma API. Em linhas gerais, ela é um conjunto de instruções de programação que consegue acessar um aplicativo na internet. Falando numa linguagem mais acessível, essa aplicação pode ser entendida como uma espécie de ponte tradutora, que estabelece uma conexão com os aplicativos e traduz a linguagem de um para outro.

Por fazer essa ligação, a API também é capaz de automatizar processos — na falta dela, eles teriam que ser realizados de forma manual ou ainda prejudicariam a experiência do usuário no momento da compra. Como exemplos, podemos destacar: envio de e-mails, preenchimento de listas, verificação de estoques, atualizações de produtos, classificação de clientes, sistemas facilitados de pagamento online sem necessidade de sair do site etc.

APIs no dia a dia

Este tópico é apenas para ilustrar que talvez você já conviva diariamente com APIs sem se dar conta.

E-book: Conversão no E-commerce: Como aumentá-la?
Aumente a conversão de suas vendas





APIs públicas são ferramentas que estão presentes, por exemplo, em sites que permitem as funções de curtir e compartilhar diretamente no Facebook ou ainda possibilitam que sistemas como Instagram e WhatsApp possam ser integrados, a ponto de permitir, por meio daquele, acessar a lista de amigos deste e adicioná-los.

APIs privadas também existem e podem estar presentes em sites ou plataformas, quando os gestores fazem sua contratação, alinhando a aplicação para o que precisam. Normalmente, elas gerenciam operações de forma interna.

Boas APIs costumam ser integradas da seguinte forma:

  • por uma integração na linguagem HTML, na qual o código não precisa ser escrito;
  • por plataformas open source, as quais possuem o código aberto;
  • pela permissão de uma proteção sandbox;
  • de modo personalizado, da maneira que melhor se ajusta à necessidade do cliente.

Então, até aqui, você deve ter entendido que podem existir diversas APIs, cada uma tendo uma vantagem específica, certo? Mas, em um e-commerce, quais podem ser úteis? Continue acompanhando para saber a resposta.

APIs: quais podem fazer a diferença no seu e-commerce

Existem muitos tipos de APIs disponíveis para você investir na melhoria do seu comércio online. Cada uma delas conta com benefícios próprios tanto para o cliente quanto para o varejista. Assim, ter várias aplicações para a integração faz muito sentido. A seguir, confira algumas essenciais!

Controle de estoque

Suponha que um comerciante tenha uma loja física, uma online e ainda esteja presente no Mercado Livre. Se cuidar da quantidade de apenas um produto pode ser difícil, para que não haja erros quando um cliente solicitar a compra dele por um desses meios e só depois for constatado que a mercadoria acabou, imagine controlar centenas de itens. Integrando todos os sistemas, a API calcula e atualiza de forma automática os três meios ao mesmo tempo, mostrando sempre o estoque real.

Consulta de cliente

Um mesmo consumidor pode interagir com você de diversas formas. Tendo o exemplo acima como base, imagine também que a empresa esteja presente nas redes sociais, divulgando fotos das mercadorias e estabelecendo uma relação com seus seguidores.

O mesmo cliente pode então, em um dado momento, fazer uma compra de forma física, depois preferir comprar online e ainda seguir a loja no Instagram. A API pode reunir todas as informações contidas em todos esses sistemas, incluindo quantidade de compras, preferências, número de curtidas, produtos de que mais gosta, entre outras.

Com os dados, você pode consultar esse perfil e ter informações mais fidedignas de quem são seus clientes. Além de ter uma base de dados organizada, isso contribui, inclusive, para você ter mais ideias de produtos em que investir.

Código de rastreio

É imprescindível tentar combater a insegurança dos consumidores na forma de compras online. O receio de o produto não ser enviado, de a entrega demorar a ser feita ou ainda de a mercadoria sofrer extravio pode fazer o usuário desistir de finalizar a compra. Sites e plataformas que são confiáveis precisam demonstrar transparência em todos os processos.

Fazer a integração com o site dos Correios, por exemplo, e permitir que o cliente acompanhe de forma automática, pelo próprio site de compra, a chegada do seu pacote pode conseguir vencer a barreira da desconfiança.

Consulta de transação

A transparência e a agilidade podem ser a definição dessa API. Quando o cliente realiza a compra, seja por boleto, transferência ou cartão de crédito, ele precisa saber se o valor que saiu da conta dele chegou ao destino.

Integrar a transação do pagamento com os correspondentes bancos, redes credenciadoras e intermediadores de pagamentos mostrará ao usuário, de forma automática, a efetividade do processo. Isso também dá um melhor controle ao próprio comerciante, que verifica o andamento da situação e consegue identificar onde se deu uma falha, por exemplo, caso ela aconteça.

Resumindo, as APIs são capazes de otimizar todo o processo existente para compras em e-commerces. Elas integram tecnologias e sistemas usados, para oferecer segurança, rapidez e usabilidade ao usuário. Também colaboram diminuindo custos, tempo e falhas, aumentando a coesão entre as atividades e garantindo maior monitoramento.

Desse modo, a integração de aplicativo torna-se essencial para proporcionar uma melhor experiência ao cliente, quesito que faz toda a diferença no momento de visita ao comércio eletrônico e da compra. Investir nessa integração é mostrar-se atualizado com as exigências que o mercado apresenta e preparado para ser mais competitivo.

Aproveitando que você se mostrou interessado em ter o melhor e-commerce possível, aprimore seus conhecimentos com nosso guia completo sobre Intermediador de Pagamento. Boa leitura!

Receba os melhores conteúdos sobre formas de pagamento online!
Sobre o autor
Marco Galvão
Marco Galvão Apaixonado por Marketing, formado em Administração, Pós-Graduando em Marketing e Gestão Estratégica de Negócios. Hoje também pesquisador e amante de assuntos relacionados a pagamentos online. Como Hobbies gosto de fotografar, ouvir música, viajar e cantar (mesmo sem saber) ! Bom tê-lo aqui comigo :)