E-book intermediador
Taxa de conversão para lojas virtuais: 10 estratégias essenciais!

Taxa de conversão para lojas virtuais: 10 estratégias essenciais!

Qual métrica você utiliza mais para definir o sucesso do seu e-commerce? Para muitos profissionais e empreendedores na área, o que importa é a quantidade, mas nem sempre isso é verdade. Hoje, vamos falar do que talvez seja o valor mais importante nesse assunto: a taxa de conversão para lojas virtuais. Entenda por que nem sempre aumentar o número de visitas é a resposta e como otimizar o tráfego atual para vender muito mais! Vamos começar?

Por que a conversão na loja virtual importa tanto

Um erro muito comum que gerentes de e-commerce cometem em suas estratégias de venda e crescimento é focar seus esforços em volume — quantas pessoas visitam a loja, quantas pessoas recebem as peças de marketing, quantas seguem o perfil do negócio no Facebook.

Embora esses números sejam importantes, focar em quantidade nem sempre se traduz em mais vendas. E, quando conseguem fazer isso, geralmente é às custas de muito investimento e esforço que não valem necessariamente o retorno que estão trazendo.

É por isso que o foco de todo e-commerce deve ser na taxa de conversão acima de qualquer outra métrica. Dobrar a porcentagem dos visitantes atuais que realizam uma compra é muito mais eficiente e sustentável do que dobrar o número de visitantes totais mantendo a margem de conversão.

Portanto, o impacto em uma loja virtual é trabalhar com a qualidade, não a quantidade. São estratégias mais rápidas, baratas e que criam um público fidelizado muito maior.

As 10 estratégias essenciais para aumentar a conversão

Então, que tal parar de pensar um pouco nos números absolutos do seu e-commerce e potencializar o público que você já tem? Estas 10 estratégias a seguir são o começo de uma loja virtual que converte muito mais com pouco esforço e investimento de recursos:

1. Crie indicadores específicos para conversão

Para melhorar seus resultados, primeiro é preciso saber como medi-los. Um erro bem comum de gerentes e gestores de e-commerce é focar no número de visitantes e no de vendas apenas. Isso torna a sua visão sobre a taxa de conversão limitada.

Alguns indicadores importantes são a taxa de rejeição em cada página da loja virtual, em que ponto do processo os consumidores mais desistem e qual é o caminho mais utilizado do interesse em um produto até a conclusão da compra. Esses insights serão importantes para as próximas estratégias.

2. Otimize o layout da loja

Principalmente, esse levantamento de pontos fracos na navegação e no interesse do cliente dentro do seu site dará a você um mapa bem certeiro sobre o que precisa ser mudado no layout da página.

A importância de um site bem otimizado é facilitar o caminho entre a visita e a compra. Muitas das oportunidades de conversão perdidas vêm de desistências, falta de informação ou dificuldade de navegação pelo site. Quanto mais simples for esse processo, mais as compras por impulso alavancarão a sua taxa de conversão.

3. Invista em um app

Não é novidade que o acesso de e-commerces está sendo dominado pelos dispositivos mobile. Além de ter um site responsivo, o investimento em um app próprio é uma grande tendência para o futuro.

Com um aplicativo, a loja virtual pode fidelizar clientes, criar condições customizadas de compra e oferecer uma experiência mais simples de compra. O consumidor sai ganhando com a praticidade e as vantagens de um aplicativo dedicado e a empresa com o aumento de vendas.

4. Disponibilize múltiplos canais de contato

Muitos consumidores gostam de resolver todas as suas dúvidas antes de concluir uma compra e, por isso, preferem as lojas que atendem com rapidez e de forma profissional.

Um número pessoal de Whatsapp não é suficiente para gerar essa imagem de confiança. Crie um e-mail com domínio próprio da loja, uma conta do Whatsapp Business, atendimento por chat e até, se possível, uma linha fixa. Quanto mais ferramentas de contato o cliente tem, mais confiante ele fica na hora de comprar.

5. Aposte em e-mail marketing

O e-mail marketing é um canal de comunicação automatizado e customizado que pode atrair mais clientes em etapas avançadas da jornada do consumidor. Uma boa estratégia como essa, de fidelização, descontos, condições especiais e a lembrança em datas festivas é suficiente para garantir mais algumas compras do seu público mais próximo.

6. Dê atenção aos carrinhos abandonados

Uma das grandes estratégias para e-mail marketing, aplicativos e outros canais do tipo é o retorno de carrinhos abandonados. Essa situação geralmente ocorre quando o cliente está quase pronto para fazer a compra, mas, por algum motivo, desiste.

Lembrá-lo do produto, sem ser insistente, é um empurrão a mais para que ele volte e termine o processo. Uma boa estratégia para carrinhos abandonados é um dos maiores valores quando falamos em aumento de taxa de conversão.

7. Valorize o produto

Parece besteira, mas muitos consumidores preferem comprar em outra loja, mesmo que com o mesmo preço e mesmas condições, se o produto estiver melhor apresentado.

Como não é possível tocar e experimentar produtos na internet, o visual é muito importante. Abuse das fotos de detalhes, em alta qualidade e vários ângulos. Preencha a página com o máximo de informações possíveis e não deixe nenhuma dúvida na cabeça do cliente.

8. Considere os marketplaces

Os marketplaces são grandes portais de e-commerce que servem de vitrine para várias lojas venderem seus produtos. Com uma boa estratégia de marketing e SEO, é possível somar a sua qualidade de atendimento com a visibilidade e autoridade de uma grande marca de comércio para convencer ainda mais consumidores de completar a compra.

9. Invista em um processo de checkout transparente

Não há nada mais nocivo para uma taxa de conversão que processos confusos de cadastro e checkout. Os clientes, com razão, desconfiam de qualquer obstáculo ou passo a passo pouco explicado e desistem, sem pensar duas vezes, quando não confiam no ambiente em que estão navegando.

Portanto, busque oferecer formulários simples, enxutos e com feedbacks claros sobre dados e erros de preenchimento. Nunca peça nenhuma informação que não seja necessária para realizar a venda. Se você quiser mais dados de hábitos e perfil, faça isso no futuro, com estratégias de fidelização e remarketing.

10. Utilize intermediadores de confiança

Principalmente na hora do pagamento, a confiabilidade é um ponto crítico para a taxa de conversão. Bons intermediadores de pagamento têm uma boa imagem no mercado e prestam serviços com excelência em proteção de dados e rapidez nas transações. Por isso, preste bastante atenção na hora de contratar a intermediadora certa.

Uma preocupação que não termina nunca

Essas não são apenas estratégias para planejamento, são atitudes que devem virar rotina para quem gerencia um e-commerce. É uma questão de executar, medir, analisar e iterar.

Afinal, quando falamos em conversão na loja virtual, não existe um valor específico ou uma fórmula pronta. A taxa de conversão ideal é aquele que supera a do mês passado. Estude mais a fundo cada uma dessas estratégias que apontamos, elabore um plano de ação para pôr todas em prática e, com certeza, o seu e-commerce estará no caminho do sucesso.

Temos um ebook CONVERSÃO NO E-COMMERCE: como o intermediador de pagamentos pode ajudar a aumentar. Baixe agora mesmo e aprofunde seu conhecimento neste tema.

Receba os melhores conteúdos sobre formas de pagamento online!
Sobre o autor
Marco Galvão
Marco Galvão Apaixonado por Marketing, formado em Administração, Pós-Graduando em Marketing e Gestão Estratégica de Negócios. Hoje também pesquisador e amante de assuntos relacionados a pagamentos online. Como Hobbies gosto de fotografar, ouvir música, viajar e cantar (mesmo sem saber) ! Bom tê-lo aqui comigo :)