E-book intermediador
As melhores áreas para abrir uma startup

As melhores áreas para abrir uma startup

Você já pode ter pensado em abrir uma startup quando ouviu falar desse termo pela primeira vez, certo? Garanto que a primeira dúvida que veio a sua cabeça naquele momento, era em qual área que poderia começar a criar a sua startup.

Neste artigo, vou citar as melhores áreas para abrir uma startup, quais estão mais promissoras e os desafios que cada um desse setor possuem para quem quer criar uma startup.

Financeiro e pagamentos

As startups com foco financeiro recebem o nome de fintech. Só no Brasil existem mais de 450 empresas que se encaixam nesta categoria. Número que cresceu cerca de 30% em relação a 2017.

Esse mercado, possui bastante interesse por vista de investidores e aceleradoras, o que colaborou para o crescimento acelerado.

Com foco no mercado financeiro, as fintechs podem ser divididas ainda em várias categorias:

  • Pagamentos;
  • Gestão financeira;
  • Empréstimos;
  • Seguros;
  • Criptomoedas;
  • Investimentos;
  • Funding;
  • Negociação de dívidas;
  • Câmbio;
  • Bancos;
  • Cartões de crédito.

Como começar

Para entrar neste mercado, é previsto que seja necessário um grande investimento financeiro, principalmente para as áreas de financiamento, empréstimos, cartões de crédito, bancos e pagamentos.

Existem certas categorias que não necessitam de grandes valores para iniciar, um exemplo são fintechs de gestão financeira, que são plataformas SaaS, onde apenas é necessário desenvolver a plataforma. Nos casos onde a equipe inicialmente tenha conhecimento técnico, esse custo pode ser ainda menor.

Além disso, é necessário um bom conhecimento do mercado financeiro, tanto nacional quanto internacional. Este é um ponto muito importante para não seguir no caminho errado ou acabar errando com as regulamentações exigentes desse mercado.

Se quiser conhecer mais afundo sobre fintechs, leia o artigo o que é uma fintech.

Serviços B2B

Com o grande crescimento de empresas que oferecem soluções, principalmente online, houve o aumento também da demanda de ferramentas para organização e otimização de processos nessas empresas.

Além disso, a competição maior que existe atualmente, fez com que as empresas precisassem se renovar, otimizar processos e serem mais enxutas.

Veja alguns exemplos a seguir:

Atendimento

Com clientes cada vez mais exigentes, ter um atendimento rápido e sempre disponível onde é que o cliente esteja é muito importante.

Plataformas de atendimento com múltiplos canais são um exemplo. Fornecendo a opção de atender clientes via e-mail, chat e redes sociais, centralizando todas as conversas por cliente evitando a perda de informações sobre um cliente e otimizando o atendimento, evitando a falta de comunicação entre diferentes equipes de atendimento.

Atendimento via chatbot torna possível estar sempre disponível para seus clientes. Podem ser usadas tanto para o atendimento todo ou para fazer o pré-atendimento. Um exemplo desse tipo de solução vem da empresa Hi Plataform.

Outro exemplo é o uso de chatbots em agendamentos, como, por exemplo, o chatbot “Assistente Virtual Poupatempo”, usado para agendar serviços no Poupatempo.

Gestão de projetos

Softwares para gestão de projetos já existem a um bom tempo, mas novas plataformas são necessárias para atender as exigências das novas empresas. Elas possuem a necessidade reduzir o trabalho repetitivo e processos burocráticos.

Também podem ser desenvolvidos para categorias específicas, como faz a iClips que traz uma plataforma volta para agências.

Integração entre plataformas

Atualmente, com a popularização de diversas soluções, as empresas acabam usando muitas plataformas, que na maioria das vezes não possuem integração entre elas.

E nessa lacuna existe a necessidade de integrar essas plataformas, um exemplo de quem faz bem isso, é a Pluga.co que faz a integração entre soluções sem a necessidade de um desenvolvedor.

Delivery(de tudo)

Quando você pensa em delivery, é normal vir na sua cabeça o famoso iFood, ou mesmo o delivery de comida. Mas além desse mercado, outras empresas estão investindo no delivery de praticamente tudo.

Em primeiro lugar, o delivery não é uma tendência, e sim uma realidade aplicada por muitas empresas, mas que ainda oferece um grande mercado a ser explorado. Isso é causado pelo comportamento atual da população.

Entregas e encomendas

O famoso motoboy também se atualizou e acabou entrando na era das startups.

Um exemplo é o site Motoboy, onde você pode fazer o agendamento online de um motoboy, e pode acompanhar a localização do motoboy via GPS.

Outras empresas vão também além do delivery de comida, e abrem as opções para outros produtos. Como:

  • Livrarias;
  • Mercados;
  • Petshops;
  • Lojas de roupas;

Mercados

Os mercados tradicionais também estão se adaptando ao novo perfil de consumidor. A cerca de dois anos, começaram a criar e-commerces com seus produtos de prateleira.

A adoção dos mercados por essa solução, não é maior por conta dos desafios envolvidos. O principal problema vem com as frutas e legumes. Por exemplo, ter que fazer por conta própria a seleção dos alimentos, e as regras de devolução dos e-commerces, que permitem que os pedidos sejam devolvidos em até 7 dias. Nesse caso, o cliente pode solicitar a devolução depois que os alimentos estiverem estragados.

Além disso, as dificuldades técnicas também influenciam, faltam soluções integrem-se aos sistemas já utilizados com as plataformas de e-commerce.

Como encontrar a sua área

Nesse artigo citei várias áreas legais para abrir sua startup e posso citar muitas outras como 3D, inteligência artificial, transportes, etc.

Acredito que essas são boas ideias, e que com certeza te ajudarão a pensar um pouco e conhecer áreas diferentes. Porem no final de tudo, ainda é muito importante que você encontre qual problema você está resolvendo, e mais ainda saber se as pessoas realmente possuem este problema, e se estão dispostas a investir(R$) em troca da solução que você está propondo.

Muitas vezes essas boas ideias são descobertas, nas situações do dia a dia, ou em um problema que você mesmo possa ter enfrentado. Então, fique muito atento ao que acontece ao seu redor, ser um bom observador pode te ajudar bastante nesse momento.

Outro ponto muito importante, é ter cuidado ao tentar entrar em uma área onde você não tenha muito conhecimento apenas porque o mercado está indo para um lado ou para o outro. Além disso, não é necessário algo muito fora do comum para que sua startup tenha um grande crescimento, um trabalho bem feito pode contribuir muito mais.

Espero ter ajudado você a escolher, ou pelo menos ter dado alguns insights para alguma ideia que te ajude a abrir sua startup.

Para não perder nem um conteúdo de nosso blog, inscreva-se em nossa newsletter e receba semanalmente as novidades. Até a próxima.

Receba os melhores conteúdos sobre formas de pagamento online!
Sobre o autor
Evandro Zanatta
Evandro Zanatta Especialista no desenvolvimento e crescimento de startups e produtos. Acredita no uso de data-driven para elaborar as melhores estratégias, alcançar os melhores resultados e sempre seguir no caminho correto. Tendo atuado em grandes plataformas de e-commerce e atendimento, atualmente lidera o time de marketing da Yapay, plataforma de pagamento do grupo Locaweb.