E-book intermediador

Sabia que a DRE tem relação com o sucesso da empresa? Veja por quê

Saber o que é a DRE é ótimo passo para conseguir avaliar a capacidade do seu empreendimento e a sua real situação. Após ler este artigo incrível, você vai saber tudo sobre uma ferramenta imprescindível para a tomada de decisões empresariais.

Sabia que a DRE tem relação com o sucesso da empresa? Veja por quê

Você já ouviu falar sobre um dos mais importantes relatórios de demonstrações contábeis que o contador precisa gerar, a famosa DRE (Demonstração do Resultado do Exercício)? Esse é um relatório indispensável para os seus clientes, uma vez que é usado pelos seus investidores, gestores, governo e bancos.

Com a elaboração de uma DRE e seguindo a metodologia contábil certa, os resultados dos seus investimentos, as estratégias adotadas e a vida financeira da empresa são facilmente demonstrados.

Quer saber mais sobre o relatório e entender por que ele tem relação com o sucesso do seu negócio? Então, continue acompanhando o texto e confira! Boa leitura!

O que é a DRE e para que ela serve?

A DRE trata-se de um documento contábil de demonstração que é utilizado para evidenciar a formação do resultado líquido de uma empresa em determinada ocasião, a partir da comparação dos custos, das receitas e despesas de um negócio. Em poucas palavras, ela mostra o resumo financeiro dos resultados não operacionais e operacionais de uma empresa.

Para fins legais de divulgação, o relatório abrange o período determinado como exercício financeiro, que geralmente vai de janeiro a dezembro. No entanto, também pode ser elaborado trimestralmente para fins fiscais e todos os meses para fins administrativos.

A DRE é muito usada para analisar a saúde monetária de um empreendimento, ou seja, ela mostra qual será o lucro ou prejuízo da empresa se conseguir fazer o que está sendo planejado.

Como é a estrutura e a importância de uma DRE?

No artigo 187 da Lei nº 6.404/1976 (Lei das Sociedades por Ações), há a definição da maneira como as empresas precisam discriminar a DRE. Nos termos da lei, portanto, a Demonstração do Resultado do Exercício precisará seguir essa estrutura de ações para receita bruta:

  • menos deduções é igual à receita líquida;
  • menos custo da mercadoria vendida é igual a lucro bruto;
  • menos despesas com vendas, menos despesas administrativas e menos despesas financeiras é igual a resultado operacional líquido;
  • menos despesas extras operacionais é igual a resultado antes IR e CS;
  • menos provisões CS e IR é igual a resultado líquido.

A DRE tem o propósito de fornecer, ao usuário das demonstrações financeiras das empresas, os dados básicos e indispensáveis da formação do prejuízo ou lucro resultado do exercício.

É por meio dela que se consegue avaliar a capacidade do seu negócio e a sua real situação, sendo, portanto, ferramenta imprescindível para a tomada de decisões empresariais.

Qual é o passo a passo para fazer o relatório?

Na primeira linha, apresenta-se a Receita Bruta de Vendas. Dela, são deduzidos os abatimentos, as devoluções de vendas, os impostos e os descontos comerciais cedidos. A esse resultado chamamos de Receita Líquida de Vendas.

Dessa Receita Líquida, é deduzido o valor dos serviços vendidos e das mercadorias, chegando-se ao Lucro Bruto. Do Lucro Bruto, você vai subtrair todas as despesas da empresa. Inversamente, são acrescentadas as receitas operacionais e, dessa forma, chega-se ao Prejuízo ou ao Lucro Operacional Líquido.

A partir desse resultado, vão ser acrescentados os resultados não operacionais, como as participações de empregados, administradores, partes beneficiárias, debenturistas, etc. Então, chega-se ao LLE (Lucro Líquido do Exercício), objetivo final de toda DRE.

Fazer uma DRE é bem simples, mas é preciso ter muito cuidado na hora de registrar e de analisar as informações. Por fim, é importante deixar evidente a importância de seguir um modelo e de verificar as informações antes de fazer a demonstração.

Gostou de saber sobre a DRE e quer aprender mais? Então, aproveite e leia o nosso texto sobre a importância do capital de giro e para quê ele serve!

Chargeback o Guia Deifinitivo
100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo
Sobre o autor
Thadeu Arias
Thadeu Arias Growth Hacker | SEO and Marketing Strategy | Especialista em E-commerce, sua passagem por agências de publicidade, trouxeram bagagem em performance e conversão para e-commerce. Apaixonado por estudo, e aficionado por testes e análise de resultados. Acredita no data driven como acelerador de crescimento.
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";"); for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";"); for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";"); for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";"); for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";"); for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";"); for(var d=0;d