Logo da Universidade Yapay com a coruja como símbolo Conheça a Universidade Yapay!

Como fazer a emissão de nota fiscal em marketplaces? Entenda aqui!

Emitir notas fiscais quando se trabalha em um modelo de marketplace é um tema que pode levantar alguma confusão, mas não tem de ser assim!

Como fazer a emissão de nota fiscal em marketplaces? Entenda aqui!

A emissão de nota fiscal em um marketplace é uma dúvida comum e, caso algo seja feito de maneira imprópria, traz algumas dores de cabeça e problemas com a receita e, até mesmo, levantar suspeitas de fraude.

É normal que tenhamos dúvidas com relação à emissão de documentos fiscais, já que nosso país mantém um grande conjunto de regras tributárias e o comércio eletrônico ainda é algo relativamente novo.

Para ajudar você a entender melhor como realizar a emissão de nota fiscal em marketplaces e tirar algumas de suas principais dúvidas sobre esse assunto, criamos este pequeno post. Continue conosco e boa leitura!

Quais são os tipos de nota fiscal em marketplaces

Quando falamos em emissão de nota fiscal por parte de um marketplace, temos basicamente duas opções. Vamos explicar cada uma delas de modo mais detalhado.

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Caso o marketplace tenha como objetivo a intermediação de um determinado serviço, por exemplo, o Uber, no qual a plataforma ligue a demanda por uma atividade à oferta existente na área, a opção é a Nota Fiscal de Serviço Eletrônica.

Ela também é utilizada no mercado, em geral, por empresas que atuam com a prestação de serviços como o caso de clínicas, escolas, hotéis, entre outras.

Alguns outros exemplos de marketplaces que devem emitir esse modelo de nota são aqueles que comercializam cursos online, videoaulas ou qualquer outra coisa que não se enquadre como uma mercadoria física.

Nota Fiscal de Produto

Já para marketplaces que realizam a comercialização de produtos físicos, por exemplo, o Mercado Livre, é preciso emitir a NF-e, Nota Fiscal de Produto Eletrônica. Contudo, existe uma particularidade nessa relação.

A NF-e será disponibilizada pelo vendedor para o comprador, porém, no ato da passagem dos valores pela plataforma para o vendedor, existe uma prestação de serviços, ou seja, nesse pagamento, você deverá emitir uma NFS-e.

Quais os desafios da emissão de nota fiscal em marketplaces

As relações fiscais que envolvem fornecedores, consumidores e marketplaces ainda não são muito claras, o que faz com que surjam várias dúvidas acerca de como agir. Separamos os principais desafios a serem superados nesse negócio. Veja-os a seguir!

Entender os modelos existentes e aplicáveis

Existem duas formas básicas pelas quais um marketplace pode emitir as suas notas fiscais. A primeira é por transação, ou seja, sempre que houver uma relação de consumo, se emite uma nota relativa aquele negócio.

A segunda opção, e uma das mais utilizadas, é por volume acumulado, ou seja, em um determinado momento, o fornecedor solicita a retirada dos valores da plataforma e nesse ponto é gerada a nota, listando cada um dos itens inclusos no total.

Escolher o modelo adequado

É comum que um empreendedor se sinta um tanto perdido na hora de escolher um dos modelos existentes, considerando às suas vantagens e desvantagens. O ideal é procurar um contador de confiança e pedir um aconselhamento profissional.

Não existe um modelo melhor que o outro, o que acontece é que, dependendo do funcionamento de seu negócio, a emissão mais vantajosa pode variar.

Chegamos ao final deste post e esperamos que suas principais dúvidas acerca da emissão de nota fiscal em plataformas de marketplace tenham sido solucionadas.

Não deixe de assinar nossa newsletter e conferir diretamente em seu e-mail vários de nossos conteúdos!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo