4 lições para aprender com o marketing da Amazon e ajudar seu e-commerce

Veja como o marketing da Amazon pode oferecer lições valiosas para o crescimento do seu e-commerce!

4 lições para aprender com o marketing da Amazon e ajudar seu e-commerce

É possível aprender muito com as decisões de marketing da Amazon. Afinal, a gigante do e-commerce chegou ao patamar em que está hoje porque soube compreender as necessidades e motivações dos seus clientes para oferecer as soluções que eles estavam procurando.

Independentemente do tamanho da sua empresa, é possível se inspirar nas escolhas de marketing da Amazon para alavancar a sua própria estratégia — basta saber para quais direções olhar nessa análise.

Continue a leitura, veja quatro lições que devem ser aprendidas com o marketing da Amazon e ajudar o seu e-commerce a crescer!

1. O cliente como centro da estratégia

O posicionamento da estratégia de marketing da Amazon é bastante claro: o cliente vem em primeiro lugar. E isso é bastante nítido ao olhar a forma como a empresa trabalha, indo desde a qualidade do seu setor de atendimento até as funcionalidades que a loja possui.

O resultado imediato disso é que muito da estratégia de marketing depende da boa promoção feita pelos clientes que a Amazon já tem. Além disso, é um posicionamento que garante a fidelização dessas pessoas.

2. O convencimento a partir de recomendações

As pessoas têm muito mais chances de se interessarem por determinado produto se vêem que são a preferência dos outros. Isso é muito mais forte do que qualquer mensagem de marketing — e a Amazon sabe disso.

Tendo isso em mente, a empresa começou a dar mais destaque às avaliações dos produtos feitas por usuários, além de recomendar itens relacionados com base nos hábitos de compras das pessoas. Essa combinação é determinante para o cliente em potencial se convencer a fechar negócio.

3. A inovação como parte da rotina

A Amazon surgiu como um site de compras de livros, tornando-se uma empresa gigantesca que atua em diversos segmentos diferentes. Ela somente chegou a esse patamar porque sempre priorizou a inovação em suas decisões.

Por exemplo, quando a Amazon percebeu que apenas vender livros não era o suficiente, ela investiu e foi bem-sucedida ao lançar o Kindle, um e-reader que se conecta diretamente à sua loja — tornando-se também uma fabricante de eletrônicos.

4. O valor dos pagamentos recorrentes

Ganhar apenas com vendas não é mais a única possibilidade quando se trata da Amazon. Há algum tempo, ela percebeu o quanto é valioso fidelizar os clientes ao ponto de convencê-los a se inscreverem em serviços, o que gera pagamentos recorrentes.

Esse é o caso do Amazon Prime, uma assinatura que oferece desde entregas prioritárias até um serviço de streaming para os usuários — representando uma fonte de receita que não depende apenas da venda de produtos da loja.

A partir dessas lições de marketing da Amazon, você já tem a dose de inspiração que precisa para começar a elaborar a sua própria estratégia e alcançar resultados cada vez melhores. Lembre-se da importância de se manter sempre com o olhar voltado à inovação e às necessidades dos seus clientes, já que essa combinação foi decisiva para a gigante do e-commerce.

Para ficar por dentro de estratégias que são capazes de alavancar os seus resultados de marketing, assine a nossa newsletter e receba as nossas novidades diretamente em seu e-mail!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo