6 dicas para melhorar o checkout do seu e-commerce

Ter um checkout de e-commerce reduzido e intuitivo é fundamental para garantir o sucesso das compras. Saiba mais lendo este post!

6 dicas para melhorar o checkout do seu e-commerce

Você sabe o que é checkout de e-commerce? Esse processo existe para finalizar a etapa de compra de uma ou mais mercadorias. Sem contar que é um dos passos mais críticos do varejo online. Afinal, é nele que muitos consumidores desistem de fechar negócio.

E os motivos para esse tipo de atitude são: apresentação confusa, dados e números diferentes dos mostrados na página do produto, falta de informações e segurança, além muitos outros fatores que você precisa evitar.

É justamente por isso que resolvemos elaborar este conteúdo. A seguir, você conhecerá 6 dicas incríveis para melhorar sua gestão de checkout para não perder vendas. Confira!

1. Deixe os certificados de segurança sempre visíveis

Com a frequência de fraudes nas redes, é normal que o usuário tenha receio de fazer compras em lojas virtuais usando os seus dados pessoais e cartões. Para que ele se sinta seguro durante o checkout e consiga fechar negócio tranquilamente, mostre todos os certificados de segurança na tela.

2. Reduza o número de cliques no checkout de e-commerce

Realize o teste. Conte quantos cliques/toques são necessários para finalizar a compra. Se você encontrar mais de três, está na hora de reduzir esse número. O excesso de passos/abas/telas para que o cliente conclua o pagamento pode deixá-lo aborrecido, fazendo-o desistir no meio do processo.

Além disso, deixe sua página responsiva, ou seja, com layout compatível com smartphones, pois grande parte das pessoas gostam de comprar por meio desses dispositivos.

3. Remova distrações que levem à fuga

O momento de perguntar ao internauta se ele pretende continuar comprando é na aba do carrinho de compras e não no checkout. Portanto, deixe-o o mais limpo e livre possível, sem menus, banners e outros links que direcionam o cliente para outros locais do seu site. Corrija todas as rotas de fuga, até mesmo, o cabeçalho e rodapé da página durante o checkout.

Além disso, para evitar que o cliente feche essa sessão, exiba um alerta. Utilize frases, como “Você não concluiu a compra. Quer mesmo desistir?”. Esse aviso pode gerar dúvida no cliente, assim como diminuir o número de abandonos por desatenção, por exemplo.

4. Deixe os botões de call-to-action visíveis e atraentes

Durante uma compra em um e-commerce qualquer, você já se perguntou onde deveria clicar para dar sequência ao procedimento? Lembra-se de como é frustrante não visualizar o ícone de conclusão da compra?

Então, é desse jeito que o seu público pode se sentir se isso acontecer na sua loja virtual. Para evitar essa condição, deixe os botões de ação sempre bem visíveis. O comprador fará tudo sozinho, logo, simplifique as suas ações.

5. Esclareça todas as informações

Quando o cliente apertar o botão “comprar”, ele deve ser encaminhado para uma aba onde terá uma visão integral sobre a transação. Nela, é preciso descrever as mercadorias, as modalidades de pagamento, o valor total, os prazos de entrega e a oportunidade do internauta decidir como ele pretende finalizar a compra.

Por fim, fique atento às opções de frete para não perder as vendas. Dependendo das características, tamanho e peso do produto que está sendo adquirido e do endereço do seu cliente, o preço da entrega pode ficar maior do que o item em si.

Tente evitar esse problema oferecendo vários tipos de frete, inclusive o frete grátis para aqueles que cumprirem alguma condição específica — por exemplo, para compras acima de R$150,00.

6. Disponibilize diversas formas de pagamento

Quando você — no checkout de e-commerce — restringe os meios de pagamento, o risco de perder a venda é grande. Algumas lojas online oferecem compras parceladas em mais de um cartão. É claro que você não precisa chegar a esse ponto, mas, disponibilizar pagamentos em boleto, débito, crédito e transferência é fundamental.

Aprendeu como melhorar o checkout de e-commerce com essas dicas? Esperamos que sim. Agora, basta colocá-las em prática na sua plataforma de compras para simplificar esse processo e aumentar seu faturamento.

E então, gostou deste conteúdo? Que tal aprimorar seus conhecimentos sobre meios de pagamento? Conheça as principais vantagens do modelo de recorrência!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo