E-book intermediador

4 dicas para aproveitar ao máximo o relatório do Google Analytics

A utilização do Google Analytics é a escolha certa para os gestores que procuram métricas úteis para uma tomada de decisão estratégica!

4 dicas para aproveitar ao máximo o relatório do Google Analytics

Caso você ainda não tenha percebido, estamos na era dos dados. As análises de mercado e de comportamento dos consumidores estão cada vez mais complexas, e a tomada de decisão se baseia crescentemente em informações precisas. É exatamente com esse intuito que os diversos tipos de relatório do Google Analytics entram em cena.

Essa ferramenta é capaz de rastrear, registrar e analisar os padrões de tráfego e uso de aplicativos da web. Assim, um relatório do Google Analytics possibilita aos gestores ter um controle maior sobre a performance da plataforma de e-commerce, do blog e, inclusive, das ações do time de marketing. Quer descobrir mais sobre o tema? Então, continue a leitura!

Como aproveitar ao máximo os relatórios do Google Analytics?

Para criar avaliações completas e manter uma troca constante com os clientes, na qual você experimenta novas estratégias e observa como eles reagem, é preciso saber como explorar as funcionalidades dessa ferramenta. Veja, abaixo, 4 dicas imperdíveis!

1. Conheça quem são os seus clientes, com o Relatório de público

Você conhece as características demográficas do seu público-alvo? Sabe em qual região geográfica se concentra a maioria dos seus clientes, ou a forma como eles interagem com o seu conteúdo? Com o relatório de público, você terá insights importantes para obter essas respostas.

Para começar, é preciso ativar relatórios de interesses e dados demográficos. Além disso, certifique-se de que o Google Analytics está atualizado e suporta as funcionalidades de relatórios de publicidade necessárias para mensurar as informações. Por fim, crie um público-alvo na ferramenta para medir, de forma específica, os diferentes grupos de clientes da empresa.

2. Veja como melhorar os conteúdos do site, com o Relatório de comportamento

Uma vez que você conhece quem são os seus clientes, é importante entender a aceitabilidade do conteúdo do seu site e como os usuários navegam pela estrutura de páginas da plataforma de e-commerce. Essa análise vai ajudar seu time a entender qual tópico mantém os utilizadores interagindo com o website. Outra aplicabilidade é a possibilidade de identificar possíveis problemas na construção da aplicação.

Para criar esse relatório, é importante criar agrupamentos por conteúdo no Google Analytics — ou seja, um conjunto de páginas para refletir melhor a estrutura da loja virtual ou blog, por exemplo. Adicionalmente, é preciso configurar a ferramenta para acompanhar os eventos — tipo de hit utilizado para rastrear as interações do usuário com o conteúdo.

3. Aumente as visitas da loja online, com o Relatório de comércio eletrônico

Essa avaliação é extremamente importante se você deseja aumentar a audiência da loja online e melhorar os resultados das vendas. Tanto o relatório padrão quanto o otimizado de comércio eletrônico ajudam a estudar a atividade de compra na aplicação web.

Com a análise padrão, você terá dados relativos às informações de produto e de transação, taxa de conversão, valor de encomenda médio e tempo gasto até a finalização da compra. Por meio do relatório otimizado, é possível mensurar também quando os clientes adicionaram itens aos carrinhos de compras e quando começaram o processo de pagamento.

Para utilizar esse relatório, é necessário adicionar um código ao site para recolher as informações de comércio eletrônico e enviá-las à ferramenta. Além disso, não se esqueça de acionar o comércio eletrônico para todas as visualizações de propriedade desejadas.

4. Entenda como otimizar os canais da empresa, com o Relatório de aquisição

Se alguém perguntasse qual canal de aquisição é o mais eficiente na sua empresa, você saberia a resposta? Se a resposta for não, então esse é mais um motivo para utilizar o relatório de aquisição. Alguns indicadores que ele fornece são:

  • número de conversões;
  • volume de acessos e vendas por canal;
  • tempo gasto no site.

Por fim, uma ressalva: não adianta criar os relatórios mais avançados, se você não incorporá-los aos processos do negócio. Isso significa que deve existir uma rotina na qual os dados sejam constantemente analisados, as melhorias para a empresa discutidas e novas análises elaboradas.

Neste texto, você conferiu 4 tipos de relatório do Google Analytics que podem ser interessantes para o seu negócio. Agora, a ação está com você! Converse com a sua equipe de e-commerce e discuta como utilizar essa ferramenta para levar a empresa ao próximo nível.

O que você acha de receber mais dicas práticas e implementar novas ferramentas no seu negócio? Então, siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube, e fique por dentro das últimas novidades!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo