E-book intermediador

Black Friday: 7 dicas de última hora para melhorar o desempenho do e-commerce

A Black Friday é um momento bastante propício para estourar as metas de vendas do seu site e obter um bom lucro. Conheça as melhores dicas para fisgar clientes nesse dia tão importante.

Black Friday: 7 dicas de última hora para melhorar o desempenho do e-commerce

Diversas lojas virtuais estão em contagem regressiva. Internautas já começaram a fazer pesquisas para comparar preços e levantar os diferenciais entre produtos e modelos. Esse tráfego indica que estamos próximos de uma das datas mais aguardadas pelos e-commerces brasileiros: a Black Friday!

Voltada para a última sexta feira do mês de novembro, ela ficou popularmente conhecida pelos descontos que abrangem grandes marcas de diversos segmentos: automotivo, brinquedos, eletrônicos, eletrodomésticos, celulares, vestuário, informática, móveis, decoração, entre outros.

É a época na qual as lojas virtuais aproveitam para ganhar destaque no mercado, elevar o fluxo de vendas e fidelizar clientes, investindo no contato e na satisfação do público. Para que isso se torne realidade, é preciso aprender com os erros dos anos anteriores, bem como oferecer promoções reais e organizar o estoque.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo. Nele, você conhecerá sete recomendações incríveis para aumentar o alcance da sua Black Friday e vender mais. Confira!

1. Planeje-se de acordo com dados

Faça bom uso dos seus dados. Se você é veterano no setor de e-commerce e já vivenciou diversas edições da Black Friday, estude seu relatório comercial para identificar aquilo que deu certo entre os consumidores no passado.

Isso contribui para abordagens de marketing certeiras, para melhorar a tomada de decisões e para ampliar o faturamento da sua loja neste ano. Além disso, verifique as queixas recebidas pelos canais de atendimento e mídias sociais para não repetir os mesmos deslizes.

Planejar-se antecipadamente é indispensável, pois o fluxo de pedidos cresce muito nessa data e é preciso atender ao público da melhor forma e em prazo recorde. Portanto, prepare-se para oferecer a melhor experiência possível aos seus clientes.

2. Confira sua infraestrutura

Ao contrário de um estabelecimento físico, que, se estiver lotado, pode ter sua entrada fechada para evitar uma aglomeração excessiva, um site pode apresentar grandes problemas quanto a isso.

Nesse sentido, avalie se o seu servidor é capaz de suportar um tráfego maciço no e-commerce, de modo que as pessoas não fiquem impedidas de acessar sua página. Caso sua loja online seja hospedada em um provedor terceirizado, fale com o setor responsável para alertá-lo sobre o aumento de acessos na Black Friday.

Além disso, garanta a verificação de segurança para que as informações dos seus consumidores estejam protegidas durante as compras. Um roubo de dados pode ser catastrófico, principalmente se você investiu recursos para conquistar a confiança do seu público.

3. Elabore planos de contingência

Você tem uma política de backups eficiente caso algo dê errado? E se você vender todos os itens em minutos, o quão rápido consegue repor o seu estoque? E se as transportadoras contratadas ficarem muito ocupadas nessa data?

Nosso intuito não é assustar você, mas vale lembrar que é necessário se precaver para superar momentos difíceis. Tente simular as piores situações possíveis para o seu e-commerce e crie um plano B pronto para ser executado. É bem mais fácil organizar tudo agora do que ter de solucionar problemas bem na época mais badalada do ano.

4. Solucione as dúvidas de seus clientes

Se o visitante está tentando comprar de você, mas tem dúvidas pontuais e não encontra respostas em nenhuma aba do seu site, o resultado é: abandono de carrinho. Para evitar esse prejuízo, é importante seguir algumas recomendações.

Deixe clara a descrição dos itens

Se os compradores não sabem como é a mercadoria, eles não pensarão duas vezes para desistir do negócio. Portanto, cuide muito bem das descrições e informações do seu catálogo de produtos, como medida, tamanho, peso, material e cores. Além disso, utilize imagens de qualidade e, se possível, publique vídeos de poucos segundos com o item funcionando ou sendo usado.

Reforce o “Perguntas Frequentes”

A decisão de compra na Black Friday é quase instantânea, pois a procura é enorme. Por isso, veja se a sua aba de FAQ tem as respostas para resolver problemas que impedem seus visitantes de comprar, como:

  • como fazer o cadastro;
  • como comprar;
  • como pagar e finalizar a compra;
  • regras de troca ou devoluções.

Isso é crucial para oferecer a melhor experiência de compra/venda para o seu público. Afinal, o autoatendimento conta muito em momentos de tráfego elevado.

Garanta um suporte ágil e de qualidade

Já que você decidiu participar dessa Black Friday, muita gente está disposta a acessar o seu e-commerce e, ainda que as instruções e respostas básicas estejam lá, pode ser que algumas pessoas tenham de entrar em contato por algum motivo.

Portanto, é essencial estar disponível para solucionar pendências e questionamentos rapidamente. Seja por chat online, seja por rede social, seja por telefone, seja por WhatsApp, jamais ignore seu público.

5. Planeje os descontos da forma certa

O desejo impulsiona as compras, por isso, não ofereça descontos de 70% nos itens que ninguém quer “levar para casa”. Pode até ser uma tática para circular o estoque parado, porém, se você oferece esse tipo de desconto apenas para esse tipo de mercadoria, não terá nada que chame a atenção das pessoas para que elas comprem.

Uma boa ideia é oferecer bons descontos para alguns dos produtos mais visados e vendidos. Isso favorece o aumento de tráfego no seu site, o que pode elevar vendas de outros itens de menor saída. Aliás, não hesite em incluir esses itens em combos para despertar o interesse da clientela. Agarre essa chance!

Importante: os clientes estão mais espertos do que nunca. Eles verificam os preços bem antes de a Black Friday chegar, a fim de descobrir se as lojas estão, de fato, oferecendo descontos reais. Ou seja, vender mercadorias pela metade do dobro, como alguns e-commerces insistem em fazer — semanas antes, aumentam o preço do produto, para, no dia da BF, reduzirem para o valor normal —, já está manjado.

6. Aumente o prazo da Black Friday

Faz um bom tempo que essa abordagem deixou de ser somente na sexta-feira. Prova disso é a Cyber Monday, mais um dia de promoções tentadoras, mas relacionado a dispositivos eletrônicos, como computadores, celulares e videogames. Portanto, faça o mesmo que as outras lojas, não concentre suas ofertas apenas em um dia.

7. Provoque a curiosidade dos clientes

Anunciar promoções para essa data é a coisa mais fácil do universo, porém, criar todo um tumulto em volta dessas propostas comerciais pode impulsionar suas vendas de forma descomunal.

O segredo está em criar gatilhos mentais nas pessoas. Para isso, envie e-mails sobre o que rolará e publique prévias de promoções para despertar a curiosidade do público. Se você começar com essas abordagens o quantos antes, terá mais repercussão durante a Black Friday, quando, finalmente, as ofertas forem anunciadas.

Com o apoio dessas dicas, você certamente fará uma Black Friday de sucesso no seu e-commerce. Contudo, não se esqueça de investir em uma plataforma de pagamento online, bem como de colocar os itens mais populares do seu catálogo em destaque durante a campanha, além de deixá-los em evidência na home do seu site. Assim, sua abordagem comercial será imbatível.

Se você achou este artigo útil e deseja ficar por dentro de novidades sobre gestão de e-commerce, marketing, logística e pagamentos, não deixe de assinar nossa newsletter!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo