Logo da Universidade Yapay com a coruja como símbolo Conheça a Universidade Yapay!

Qual o futuro do e-commerce de 2020 em diante?

O e-commerce continua a evoluir, e são várias as tendências para 2020 nas mais diversas áreas, como atendimento, pagamento e logística.

Qual o futuro do e-commerce de 2020 em diante?

Podemos esperar muitas mudanças no e-commerce em 2020. Conforme novas tecnologias se tornam viáveis, algumas tendências começam a surgir, e muitas novidades chegarão até as empresas de comércio eletrônico.

É preciso sempre estar atento às inovações que surgem no mercado para se manter competitivo e chamar a atenção dos clientes, que estão buscando, a todo o momento, novidades. Essa pode ser a oportunidade para o seu e-commerce se destacar neste ano.

Neste post, reunimos algumas das principais tendências no comércio eletrônico para o ano de 2020, sendo que existem tecnologias nas mais variadas áreas, como pagamentos, mobile, atendimento, entre outras. Boa leitura!

Crescimento progressivo do uso de mobile

O uso de dispositivos móveis ainda é tratado como uma tendência, pois seu crescimento continua, porém, já podemos dizer que ele é uma realidade para o comércio eletrônico, tendo em vista o número de aparelhos em uso no Brasil.

Segundo a 30ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação, realizada pela Fundação Getúlio Vargas, existem, hoje, no país, mais de 230 milhões de smartphones em uso, ou seja, mais que a população.

O mobile já se tornou a principal forma de navegação do brasileiro na internet, de modo que a maioria das pessoas que compram online faz uso desse recurso para acessar as lojas, escolher os produtos e realizar o pagamento.

Contudo, ainda vemos muitos e-commerces que não contam com páginas adaptadas para o mobile, o que prejudica a experiência do consumidor e faz com que a sua loja perca oportunidades de negócios, reduzindo sua taxa de conversão.

Para 2020, espera-se um crescimento no desenvolvimento de páginas exclusivas para o mobile, melhorando a experiência do cliente e trazendo uma importante vantagem no mercado perante os concorrentes.

Investimento em segurança de dados

Temos vários movimentos acontecendo por parte dos governos do mundo inteiro com o objetivo de salvaguardar as informações de seus cidadãos com relação a vazamentos e roubos de dados.

Aqui no Brasil, temos a LGPD; na Europa, a GDPR, ambas sendo tentativas dos governos de garantir mais segurança na guarda dos dados dos usuários.

Conforme a tecnologia avança, também crescem as vulnerabilidades, e vimos várias grandes corporações vindo a público em um passado recente por conta de vazamentos de dados e roubos de informações.

Uma das grandes tendências no e-commerce para 2020 é a melhoria do investimento em segurança da informação, evitando, assim, o roubo de dados e possíveis sanções que possam vir a acontecer por conta da aplicação da nova regulação.

Vídeos de descrição

Os consumidores buscam, cada vez mais, uma experiência imersiva, que possa dar-lhes uma visão geral acerca do produto que estão buscando. Nem sempre algumas fotos podem ser o suficiente, sendo que alguns e-commerces ainda utilizam apenas as imagens cedidas pelo fabricante ou resgatadas pela internet.

Conforme o ato de comprar pede uma maior imersão, novidades aparecem, e uma delas é o vídeo de descrição, a utilização de um clipe no qual serão demonstrados todo o potencial de um produto, seus detalhes, as formas de utilização e outras informações relevantes.

Dessa forma, o consumidor consegue ter uma ideia geral acerca do que ele está adquirindo, melhorando a sua experiência de compra e aproximando-o de sua empresa, contribuindo para a fidelização.

Crescimento da aplicação de chatbots

Os chatbots estão com tudo para 2020 e são considerados a tecnologia do futuro quando o assunto é atendimento em e-commerces. Boa parte das lojas online não consegue montar um grande call center, dispondo de poucos funcionários ou até de nenhum disponível para isso.

Dentro desse contexto, os robôs inteligentes surgem como uma opção muito interessante, podendo realizar o primeiro atendimento e sanar uma série de problemas que necessitariam do auxílio de um humano.

Entre as possibilidades, podemos destacar a resposta a dúvidas, a discussão sobre reclamações, o agendamento de visitas ou consultas, a apresentação de soluções, entre outras oportunidades incríveis.

Isso permite que pequenos negócios possam crescer sem grandes investimentos em mão de obra, liberando funcionários para outros setores.

Expansão omnichannel

A quantidade de canais disponíveis para contato entre o e-commerce e os consumidores também deve ser uma preocupação para os gestores no ano de 2020.

Clientes esperam uma experiência omnichannel, ou seja, começar a busca pelo produto em uma plataforma e finalizar a compra em outra, ainda tirando suas dúvidas por uma terceira.

É preciso entregar uma experiência diferenciada em todos os canais, deixando de focar apenas um. A linha que divide o físico do digital tende a se tornar cada vez mais tênue.

Melhoria logística das entregas

Quando falamos em entregas, algumas empresas que atuam no e-commerce se destacam e são mais lembradas pelos consumidores, pois investem em uma melhoria contínua desse processo.

Quem compra online espera receber suas mercadorias rapidamente, de modo que a demora pode trazer uma má experiência para o cliente, que levará uma opinião negativa para a internet e afetará a decisão futura de outros consumidores.

Estamos vivendo um período de transição no qual novas possibilidades estão surgindo. É preciso focar a melhoria logística das entregas para conquistar os consumidores. Em 2020, esse será um dos grandes diferenciais para crescer no mercado.

Compras recorrentes

Determinados clientes realizam compras com frequência devido ao uso dos produtos como insumo em seu negócio, ou, até mesmo, por conta do alto consumo, sendo que é necessário fazer um pedido uma vez por mês ou até mais.

A esse processo chamamos de compra recorrente, e o ano de 2020 traz algumas possibilidades dentro desse contexto. Os chamados clubes de assinatura facilitam o processamento desses pedidos tanto para o cliente quanto para o e-commerce.

O consumidor paga uma assinatura mensal e recebe, em sua casa, todo mês, seus produtos, sem a necessidade de realizar pedidos mensais. O e-commerce já tem provisionado em estoque esses materiais e ainda conta com a fidelização, o que impacta positivamente suas receitas.

Aumento dos marketplaces

Os marketplaces são plataformas que reúnem produtos e serviços de vários e-commerces em um só lugar, sendo que o mais famoso deles é o Mercado Livre. Contudo, várias outras lojas evoluíram seus sites para fornecer esse serviço para e-commerces menores.

É o caso da Amazon, das Lojas Americanas e do Submarino. A tendência para 2020 é a continuação dessa expansão e o surgimento de marketplaces mais focados em determinados nichos de mercado.

Essas são apenas algumas das principais tendências para o e-commerce em 2020, de modo que ainda podemos esperar muitas mudanças para os próximos anos, e você deve estar atento a elas para continuar crescendo.

Este conteúdo foi útil? Não falamos nada sobre tendências em pagamentos neste post, mas temos outro preparado sobre esse assunto aqui no blog! Não perca!

100.000 pessoas não podem estar enganadas Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo